Artigos

Mariofanias - Nossa Senhora de Sião/ Nossa Senhora dos Milagres

Escrito por Academia Marial

26 NOV 2022 - 07H00

Nossa Senhora de Sião/ Nossa Senhora dos Milagres
Roma, Itália (1842)

Título: Nossa Senhora de Sião - Nossa Senhora dos Milagres
Festa: 17 de novembro
Aparições: 1 Aparição (20 de janeiro de 1842)
Videntes: Marie Alphonse Ratisbonne
Investigado: Fevereiro de 1842
Aprovação: 03 de junho de 1842 pelo Vigário Geral do Papa Gregório XVI, Cardeal Patrizi

A história de Nossa Senhora de Sião ou Virgem dos Milagres envolve a milagrosa conversão do jovem Marie Alphonse Ratisbonne ao Cristianismo. O jovem Alphonse Ratisbonne nasceu em Estrasburgo, local que hoje pertence à França, em 1 de maio de 1814. Ele era culto, inteligente, bem relacionado e de família muito rica, tinha um futuro promissor por ser herdeiro de uma família aristocrática de banqueiros judeus e do parentesco com a famosa família Rothschild. O que impressiona na conversão deste homem, além do fato de ser judeu na época, é que ele nutria um ódio implacável contra a Igreja Católica. Afonso era um judeu não praticante. Ele dizia que até poderia converter-se ao Protestantismo, mas jamais ao Catolicismo.

Nesse estado de alma, de verdadeiro ódio à Igreja Católica, Ratisbonne ganha de presente aquele que será o sinal da sua conversão: a Medalha Milagrosa de Nossa Senhora das Graças. A partir de 1830, quando Nossa Senhora revelou à Santa Catarina Labouré as graças que seriam derramadas por meio da Medalha Milagrosa, houve uma divulgação espantosa. A devoção cruzou os oceanos e se espalhou por todo o mundo. Nesse processo histórico, a conversão do jovem judeu Afonso Ratisbonne atraiu as atenções de toda a Europa para a Medalha e, dessa forma, contribuiu expressivamente para a sua divulgação.

O ódio contra o Cristianismo vai ganhar ainda mais força quando o irmão, chamado Teodoro, se converteu ao Cristianismo em 1827, vindo a ser ordenado sacerdote anos mais tarde. A conversão de Teodoro fez com que Ratisbonne cortasse relações com o irmão por muitos anos. Teodoro não sofreria somente com a distância do irmão, mas de toda a família que se voltou contra ele.

Jonas da Costa Reis
Jonas da Costa Reis
Arte inspirada na imagem de Nossa Senhora do Sion/ Nossa Senhora dos Milagres


Formado em Direito, Alphonse, estava comprometido em casamento com uma jovem judia de nome Flore Ratisbonne e se casaria em pouco tempo. Antes do enlace matrimonial, resolveu fazer uma viagem de férias pela Europa e pelo Oriente. A viagem não seria apenas para descanso e reflexão, mas também para fortalecer sua saúde um pouco debilitada. A decisão de Alphonse era casar-se no mês de agosto seguinte ao retorno da viagem e assim assumir os negócios da família. Essa viagem marcaria para sempre sua vida e suas opiniões em relação à Igreja e resultaria também na sua conversão.

A viagem começaria por Nápoles, onde passaria o inverno em Malta para fortalecer sua saúde. Mas ao chegar em Palermo, notou que havia pego o caminho errado e, mesmo percebendo o erro, resolveu pegar um bilhete no vapor (navio) que iria para Roma, embarcando no dia 5 de janeiro de 1842 para a “Cidade Eterna”. Chegou no dia seguinte, 6 de janeiro, dia da festa de Santos Reis.

Em Roma, visitou alguns museus para apreciar as obras de arte e também algumas igrejas católicas, o que fortaleceu ainda mais seu ódio pelo Catolicismo. Ainda em Roma, visitou um antigo amigo chamado Gustavo de Bussières. Gustavo era protestante e a muito custo tentou converter o amigo, porém sem sucesso.

Na casa de Gustavo, Alphonse conheceu o Barão Teodoro Bussières, que era irmão de Gustavo e convertido ao Catolicismo. Alphonse descobriu que o barão era amigo de seu irmão mais velho, o que tornou a relação entre ambos um tanto tensa.

Não queria encontrar-se com ele para evitar novos dissabores e por isso foi até sua casa deixar um cartão de agradecimento pela acolhida na véspera da sua partida para França. O criado da casa, que era italiano, não compreendeu bem seu francês e fez com que entrasse. Teodoro o acolheu com grande alegria e durante a conversa lhe falou sobre sua fé católica na intenção de converter Alphonse.

Após muita insistência, o barão conseguiu com que Alphonse ficasse mais alguns dias em Roma para que participasse de um ato religioso na Basílica de São Pedro, na cidade do Vaticano. Para a surpresa de Alphonse, se não bastasse a visita ao Vaticano, o barão também lhe ofereceu de presente uma cópia da Medalha Milagrosa de Nossa Senhora das Graças e uma cópia da oração "Lembrai-vos", de São Bernardo de Claraval, o qual deveria rezar todas as manhãs. Alphonse aceitou tudo de muito bom grado exteriormente, mas estava muito enraivecido por dentro por todo o atrevimento de Teodoro em lhe fazer a proposta e dar-lhe presentes de cunho católico. Pretendia escrever um livro de sua viagem no qual tudo isso não passariam de fatos que não seriam relatos e Teodoro seria mencionado apenas um personagem excêntrico.

No dia 18 de janeiro faleceu em Roma um amigo íntimo do Barão de Bussières, o Conde de La Ferronays, antigo embaixador da França junto à Santa Sé e homem de grande virtude e piedade. Na véspera de sua morte repentina, La Ferronays hava conversado com Bussières sobre Ratisbonne e rezara cem vezes a oração “Lembrai-vos” por sua conversão a pedido de Bussières. É possível que tenha chegado a oferecer sua vida a Deus pela conversão do jovem banqueiro.

Em 20 de janeiro, dois dias após a morte, Alphonse acompanhava o Barão Bussières na Igreja de Sant’Andrea delle Fratte para os preparativos das exéquias do falecido amigo. Ele estava irritado com a situação de ver suas férias sendo consumida por um rito fúnebre em uma religião que ele odiava. O barão, entristecido com a morte do amigo e com as atitudes de Alphonse, pede que aguarde alguns minutos pois iria até a sacristia tratar do funeral do amigo e já retornaria.

Como estava impedido de adentrar na sacristia com Bussières por conta da preparação das exéquias, Alphonse começou a caminhar por uma das laterais da igreja e a observar atentamente os afrescos e imagens que estavam ao longo da nave.

Ao retornar para o interior da igreja e para a sua surpresa, o barão não encontrou Alphonse e pôs-se a procurá-lo pela até que o encontrou aos prantos junto a um altar da nave lateral. Assustado com a cena, Bussières pergunta o motivo de suas lágrimas tão copiosas e recebe como resposta dos lábios de Alphonse que somente falaria na presença de um sacerdote.

Neste momento, Alphonse foi levado pelo Barão à Igreja Mãe dos Jesuítas na presença do padre Villefort. Ainda muito emocionado, retira do pescoço a Medalha Milagrosa, ergue-a e fala em voz alta: “Eu a vi! Eu a vi!”. Prosseguindo com o relato, afirma ter visto a Virgem Mãe de Deus:

“Eu estava há pouco na igreja, quando, de repente, senti-me dominado por uma inquietação inexplicável. Levantei os olhos; todo o edifício havia desaparecido à minha vista; uma só capela tinha, por assim dizer, concentrado toda a luz, e no meio desse esplendor apareceu, de pé sobre o altar, grandiosa, brilhante, cheia de majestade e de doçura, a Virgem Maria, tal como está na minha medalha. Uma força irresistível atraiu-me para Ela. A Virgem fez-me sinal com a mão para eu me ajoelhar, e pareceu-me dizer: ‘Muito bem!’. Ela não me disse nada, mas eu compreendi tudo”.

A notícia da conversão de Alphonse repercutiu em toda a Europa. Tendo conhecimento do ocorrido, o Papa Gregório XVI fez questão de conhecer o jovem vidente e o recebeu paternalmente no Vaticano. Após relatar ao Papa o que vislumbrou na Igreja Sant’Andrea delle Fratte, o Santo Padre solicitou uma investigação minuciosa do ocorrido.

Em 31 de janeiro do mesmo ano, Alphonse foi batizado, recebeu a Primeira Comunhão e a Crisma de Sua Eminência o Cardeal Patrizi, que era na época Vigário de Sua Santidade o Papa. Em fevereiro do mesmo ano, realizou-se o processo canônico para investigar a conversão de Alphonse.

Após longa investigação concluiu-se que sua conversão foi totalmente milagrosa e fruto da aparição da Virgem Maria ao jovem.

Apenas alguns meses após a aparição, uma pintura da Madonna do Milagre foi colocada para veneração exatamente no mesmo local e na mesma forma em que ela apareceu. A tela foi pintada pelo artista Natale Carta, que segundo a tradição, seguiu as diretrizes do próprio Ratisbonne.

Em 3 de junho de 1842 no mesmo ano da aparição, após um inquérito, o Cardeal Patrizi declarou legítima de veneração a aparição de 20 de janeiro.

Em 1843, Alphonse reconciliou-se com seu irmão Teodoro e juntos fundaram a Irmandade de Nossa Senhora de Sion.

Em 1847, após romper com seu compromisso de matrimônio com Flore Ratisbone, foi ordenado sacerdote e ingressou para a Companhia de Jesus. Em 1855, decidido em converter os judeus, deixou a Companhia de Jesus com o consentimento do Papa Pio IX e transferiu as Irmãs de Sion para Jerusalém construindo para elas no ano seguinte o Convento Ecce Homo com uma escola e um orfanato para meninas.

Em 1860, construiu o Convento de São João na Montanha de Ain Karim. Também junto ao convento construiu outra escola e mais um orfanato para meninas. Neste lugar bendito, Alphonse trabalhou incansavelmente pela conversão dos judeus e muçulmanos ao lado de grandes companheiros como Pères de Sion até o dia da sua morte em 6 de maio de 1884.

Em 17 de janeiro de 1892, reconhecendo o grande número de milagres atribuídos à Virgem dos Milagres, o Papa Leão XIII coroou a venerada imagem da Mãe de Deus com um diadema.

A célebre Igreja da aparição foi elevada à categoria de Basílica em 25 de abril de 1942. O Papa João XXIII elevou a mesma Basílica ao título de Igreja Cardeal em 12 de março de 1960.

Em 28 de fevereiro de 1982, o Papa São João Paulo II também se fez peregrino e visitou a Basílica de Sant’Andrea delle Fratte, rezando piedosamente diante da imagem milagrosa de Virgem Santa Maria dos Milagres.

Vinícius Aparecido de Lima Oliveira
Associado da Academia Marial de Aparecida

Bibliografia:

CANÇÃO NOVA. A Graça e a conversão de Ratisbonne In: Blog Canção Nova, 26 nov. 2016. Disponível em: <https://blog.cancaonova.com/tododemaria/a-graca-e-a-conversao-de-ratisbonne/>. Acesso em: 06 nov. de 2022.
Nossa Senhora do Milagre / Nossa Senhora de Sião. The Miracle Hunter, 2022. Disponível em: . Acesso em: 06 nov. de 2022.
SANTOS, Armando Alexandre. A conversão de Afonso Ratisbonne. Catolicismo, s/d. Disponível em: <http://catolicismo.com.br/materia/materia.cfm?IDmat=168&mes=janeiro2002>. Acesso em: 06 nov. de 2022.

Apresentação de Jesus
Artigos

Festa da Apresentação do Senhor

“O Rei da glória é o Senhor onipotente” (Sl 23/24) No próximo dia 2 de fevereiro de 2023, celebramos a Festa da Apresentação do Senhor. Essa celebração acontece 40 dias após o Natal. Esse acontecimento é narrado no capítulo 2 do Evangelho de Lucas.

Nossa Senhora Auxílio dos Cristãos
Artigos

Mariofanias - Nossa Senhora Auxílio dos Cristãos

Em meados de 1681 o conde Philipp de Dietrichstein Siegmund fundou ao Norte da Boémia a pequena aldeia de Philippsdorf. Um lugar místico que atrai ao longo dos anos inúmeros fiéis que peregrinam em busca de Maria Santíssima invocada neste local como Auxílio dos Cristãos. Esta aldeia é o berço da fé e da devoção à Mãe de Deus entre os povos Thecos. No longínquo ano de 1835 nascia em Philippsdorf a vidente Madalena Kade. De família humilde, Madalena, ficou órfã muito cedo e por conta de uma série de doenças muito graves vivia sob os cuidados do irmão Joseph. O irmão Joseph além dos muitos cuidados com a irmã, trabalhava arduamente para sustentar a esposa Cecília e os seus cinco filhos.

Nossa Senhora de Knock (1)
Artigos

Mariofanias - Nossa Senhora de Knock

Aprovação: Em 1936 pelo Arcebispo de Tuam. A comissão investigativa do Dr. Gilmartin retorna um veredicto positivo. No condado de County Mayo, Irlanda, situa-se o Santuário Nacional de Knock. Este não foi somente lugar de uma das aparições da Virgem Maria. Videntes afirmam terem visto além da Mãe de Deus; seu castíssimo esposo São José; o Evangelista João e o próprio Filho de Deus, Nosso Senhor Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Academia Marial, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.