Artigos

Mariofanias - Nossa Senhora de Knock

Escrito por Academia Marial

07 JAN 2023 - 10H00

Nossa Senhora de Knock

Knock, Irlanda (1879)

Título: Nossa Senhora de Knock

Festa: 21 de agosto

Aparições: 1 aparição (20 de agosto de 1879)

Videntes: 15 visionários

Investigado: 1879 / 1936

Aprovação: Em 1936 pelo Arcebispo de Tuam. A comissão investigativa do Dr. Gilmartin retorna um veredicto positivo.

No condado de County Mayo, Irlanda, situa-se o Santuário Nacional de Knock. Este não foi somente lugar de uma das aparições da Virgem Maria. Videntes afirmam terem visto além da Mãe de Deus; seu castíssimo esposo São José; o Evangelista João e o próprio Filho de Deus, Nosso Senhor Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus.

Na época da aparição, o condado de County Mayo sofria um grande infortúnio causado pela fome e por dificuldades econômicas, resultados de despejos forçados que acabaram por ocasionar uma forte onda de imigração irlandesa. É neste cenário de desolação que a Virgem Mãe de Deus designou-se aparecer aos 21 de agosto de 1879, oito anos após a aparição em Pontmain (1871).

Uma grande semelhança existe entre as aparições de Knock e Pontmain. Em ambas as aparições a Virgem Maria aparece à noite, as aparições duram aproximadamente entre duas e três horas e um silêncio misterioso envolve a presença da Mãe de Deus. A falta de uma mensagem verbal volta a assombrar a Igreja oito anos após Pontmain. O silêncio de Maria em Knock foi citado pelo Papa Francisco em 2018 durante a elevação do centro de peregrinação em Knock como Santuário Nacional: "este é o silêncio diante do mistério, que não significa renunciar a compreender, mas a compreender sustentados e ajudados pelo mistério do amor de Jesus que se ofereceu por todos nós como o Cordeiro imolado para a salvação da humanidade. É o silêncio diante do grande mistério do amor, que não encontra outra possibilidade de resposta a não ser a de abandonar-se com confiança à vontade do Pai misericordioso”.1

Uma chuva torrencial caia sobre Mayo na noite de 21 de agosto de 1879. Mary McLoughlin e Beirne Maria, que eram moradoras da pequena cidade de Knock, voltavam para as suasresidências. A forte chuva obrigava as mulheres a passar por caminhos onde o impacto da tempestade era menor, como debaixo de árvores e do beiral das casas. Pelo caminho, Mary e Beirne passaram por trás da igreja local. Para a surpresa delas, na empena da igreja apareceu-lhes a sempre Virgem Maria acompanhada de São José e São João Evangelista. Vislumbraram também um altar e sobre ele um Cordeiro e uma Cruz. O altar estava rodeado por vários anjos.

As mulheres ficaram maravilhadas com a visão e começaram a chamar outros moradores da cidade para verem o ocorrido. Aqueles que atenderam ao chamado totalizavam 15 pessoas, com idade entre 5 e 75 anos. Todos eles viram a cena celestial. O que eles viram naquele dia era uma mulher muito bonita, vestida com vestes brancas, usando uma coroa brilhante. Suas mãos estavam levantadas como em prece. Todos que a viram compreenderam que era a Virgem Maria, Mãe de Jesus e Rainha dos Anjos. Outros moradores, que não estavam envolvidos com a aparição, no entanto, relataram ter visto uma luz muito radiante iluminando a área ao redor da igreja. Havia relatos posteriores de curas inexplicáveis associadas às visitas àessa igreja em Knock.

Os que testemunharam a aparição ficaram na chuva por até duas horas recitando o Rosário. Quando a ocorrência começou, havia boa luz, mas embora tenha ficado muito escuro com o passar dos instantes, as pessoas ainda podiam ver as figuras com muita clareza - elas pareciam ser da cor de uma luz esbranquiçada brilhante. A aparição não piscou ou se moveu de forma alguma. As testemunhas relataram que o solo ao redor das figuras permaneceu completamente seco durante a aparição, ainda que o vento soprasse do sul. Depois disso, porém, o solo da empena ficou úmido e a empena escura.

Em 8 de outubro de 1879, o Reverendíssimo Dr. John MacHale, Arcebispo de Tumam, nomeou uma comissão para investigar o fenômeno de Knock. A comissão foi composta pelo estudioso e historiador irlandêsCônego Ulick Bourke, pelo Cônego James Waldron, pelo pároco Ballyhaunis e pelo arqueólogo Bartholomew Aloyisius Kavanagh. A comissão instaurada coletoudepoimentos nos meses que se seguiram, nos quais os investigados afirmaram ter visto a Mulher de Branco acompanhada de dois homens, e a segunda visão de um altar com uma cruz e um cordeiro rodeado de anjos. As provas registradas pela comissão satisfizeram todos os membros e a aparição foi considerada digna de veneração. Entre as considerações estava a investigação se a aparição emanou de causas naturais e se houve alguma fraude. No primeiro particular citado, foi relatado que nenhuma solução por causas naturais poderia ser oferecida; e na segunda consideração, que tal sugestão nunca, mesmo remotamente, foi considerada.

Em 1936, uma nova comissão foi instaurada pelo Arcebispo de Tumam, Dr. Thomas Patrick Gilmartin. Esta comissão retornou com um veredito ainda mais positivo em favor da aparição em Knock.

Esse fato atraiu milhares de peregrinos que chegavam àquele local levando seus enfermos, seus pedidos e agradecimentos. As muitas graças alcançadas os levava a deixarem naquele lugar bendito, onde a Mãe de Deus designou-se aparecer, seus ex-votos e escritos de suas graças alcançadasna parede da aparição. Entre os anos de 1879 e 1880 os peregrinos retiraram da parede da aparição pequenos fragmentos de gesso e pedaços de cimento para levarem como relíquia e recordação de visita ao local da aparição. Em 1880, uma imagem da Virgem Maria foi esculpida e colocada para veneração dos peregrinos no local onde ela apareceu.

Em 1954, ano mariano instituído para a Igreja do mundo todo, Nossa Senhora de Knock foi coroada com ritos acompanhados pelo Papa Pio XII na Coroação da Salus Populi Romani, em Roma, em primeiro de novembro.

Ao longo da história, os papas de Roma reverenciaram a Virgem de Knock: o Papa Pio XII abençoou, em 1954, a bandeira de Knock em St.Peter’s e a decorou com uma belíssima medalha na Festa de Todos os Santos; o Papa João XXIII presenteou a Virgem com uma vela especial na Festa da Candelária, em 1960; o Papa Paulo VI abençoou a pedra fundamental da Basílica de Nossa Senhora de Knock, Rainha da Irlanda, em 6 de junho de 1974; o Papa São João Paulo II visitou essesantuário em 30 de setembro de 1979, por ocasião do 100° aniversário da aparição. Na data, mais de 450 mil pessoas acorreram àcidade para as celebrações e nessa ocasião o Papa presenteou a Virgem de Knock com uma Rosa de Ouro, um símbolo de honra raramente concedido pela Santa Sé.

Em 13 de maio de 2017, ano mariano no Brasil e em Fátima, Portugal, um dos 15 videntes, John Curry, que na época da aparição tinha 5 anos de idade, teve seu corpo transladado de uma cova sem identificação em Long Island onde havia estado por décadaspara o pátio da igreja a fim de quefosse dado a ele o destaque e a estima que mereceu por ter sido um dos escolhidos por Deus e pela Virgem para vislumbrar a aparição de Knock. Relatos afirmam que John Curry sentou-se nos ombros de seu primo enquanto o grupo recitava o rosário eobservava a “Senhora de Branco, São José, São João, o Cordeiro, a Cruz e os anjos” por duas horas na forte chuva.

Vinícius Aparecido de Lima Oliveira

Associado da Academia Marial de Aparecida

Bibliografia:

O Papa: O silêncio de Nossa Senhora de Knock é a linguagem mais expressiva que nos é dada. Vatican News, 2018. Disponível em: . Acesso em: 06, nov de 2022.

Nossa Senhora de Knock. Fundação Marypages, 2019. Disponível em: . Acesso em: 06, nov de 2022.

Knock, Irlanda (1879). The Miracle Hunter, 2019. Disponível em: . Acesso em: 06, nov de 2022.

Apresentação de Jesus
Artigos

Festa da Apresentação do Senhor

“O Rei da glória é o Senhor onipotente” (Sl 23/24) No próximo dia 2 de fevereiro de 2023, celebramos a Festa da Apresentação do Senhor. Essa celebração acontece 40 dias após o Natal. Esse acontecimento é narrado no capítulo 2 do Evangelho de Lucas.

Nossa Senhora Auxílio dos Cristãos
Artigos

Mariofanias - Nossa Senhora Auxílio dos Cristãos

Em meados de 1681 o conde Philipp de Dietrichstein Siegmund fundou ao Norte da Boémia a pequena aldeia de Philippsdorf. Um lugar místico que atrai ao longo dos anos inúmeros fiéis que peregrinam em busca de Maria Santíssima invocada neste local como Auxílio dos Cristãos. Esta aldeia é o berço da fé e da devoção à Mãe de Deus entre os povos Thecos. No longínquo ano de 1835 nascia em Philippsdorf a vidente Madalena Kade. De família humilde, Madalena, ficou órfã muito cedo e por conta de uma série de doenças muito graves vivia sob os cuidados do irmão Joseph. O irmão Joseph além dos muitos cuidados com a irmã, trabalhava arduamente para sustentar a esposa Cecília e os seus cinco filhos.

Maria mãe de Deus
Artigos

Maria, Mãe de Deus, Rainha e modelo de construção da paz e da fraternidade

Comemoramos no dia 01 de janeiro a Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus. Ao mesmo tempo celebramos o Dia Mundial da Paz. Dois conteúdos cristãos que estão intimamente entrelaçados em seu sentido maior. A Mãe do Senhor é também o modelo de construtora da paz e da fraternidade, sendo a primeira discípula-missionária do seu Filho, o Príncipe da Paz (Is 9,6). No transcurso dos séculos, consolidou-se esta devoção á Mãe do Salvador como Rainha da Paz.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Academia Marial, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.