Palavra do Associado

Mariofanias - Aparições e Visões no Antigo Testamento

Escrito por Academia Marial

09 ABR 2022 - 07H05


Thiago Leon
Thiago Leon

Ao analisar as páginas do Antigo Testamento são perceptíveis que as Visões e Aparições eram fenômenos bastante comuns em seus dias. A palavra portuguesa, “visão”, indica uma percepção ocular. Trata-se de uma ação ou efeito de ver. Uma capacidade de compreensão, assimilação e percepção visual de tudo que está presente no mundo exterior, concebida a partir da utilização dos olhos e do cérebro. Visão também aponta para uma dimensão extrafísica de algumas experiências místicas, ou seja, algo que se pode ver não apenas pela capacidade ocular de cada ser humano, mas antes, visto como que em êxtase ou sonho.

No Antigo Testamento vamos encontrar dez (10) palavras hebraicas que nos apontam para esta dimensão de que as visões como experiências místicas eram muito comuns. A palavra hebraica mais frequente para indicar “visão” é mareh. Dois grandes exemplos de seu uso no Antigo Testamento podem ser visto em Daniel e Ezequiel:

• “Então, vinda do rio Ulai, ouvi uma voz que gritava: “Gabriel, explica a visão para ele”.” (Daniel 8,16).

• “Aí estava a glória do Deus de Israel, tal como eu tinha visto no vale.” (Ezequiel 8,4).

“O uso da ideia, no Antigo Testamento, parece perfeitamente coerente com a natureza revelada de Deus, pois, por todas as páginas da Bíblia, Deus aparece como alguém que se revela e manifesta aos homens, tornando os seus caminhos conhecidos por parte de indivíduos escolhidos. Assim, por várias vezes os patriarcas mostram que a revelação por meio de visões era um dos métodos escolhidos pelo Senhor para tornar-lhes conhecida a sua vontade”.¹

Relacionamos abaixo a partir das palavras hebraicas as Aparições e Visões do Antigo Testamento:

Chezev

O termo em aramaico significa “visão” ou “aspecto” e foi usado no Antigo Testamento 12 vezes: Daniel 2-19,28; 4-5,9,10,13.

Chazon

O termo em hebraico significa “visão” e foi usado no Antigo Testamento 35 vezes: I Samuel 3-1; I Crônicas 17-15; II Crônicas 32-32; Salmo 89-19; Provérbios 29-18; Isaías 1-1; 29-7; Jeremias 14-14; 23-16; Lamentações 2-9; Ezequiel 7-13,26; 12-22, 24,27; 13-16; Daniel 1-17; 8-1,2,13,15,17,26; 9-21,24; 10-14; 11-14; Oséias 12-10; Miquéias 3-61; Naum 1-1; Habacuc. 2:2,3.

Chazuth

O termo em hebraico significa “visão” e foi usado no Antigo Testamento 2 vezes:

Isaías 21-2; 29-11

Chizzayon

O termo em hebraico significa “visão” e foi usado no Antigo Testamento 9 vezes:

II Samuel 7-17; Jó 4-13; 7-14; 20-8; 33-15; Isaías 22-1,5; Joel 2-28 e Zacarias 13-4.

Machazeh

O termo em hebraico significa “visão” e foi usado no Antigo Testamento 3 vezes: Gênesis 15-1; Números 24 e Ezequiel 13-7.

Chazot

O termo em hebraico significa “visão” e foi usado no Antigo Testamento 1 vez: II Crônicas 9-29.

Marah

O termo em hebraico significa “visão” e “aparição” e foi usado no Antigo Testamento apenas uma única vez no sentido de espelho em Êxodo 38:8 e 11 vezes com sentido de “visão”: Gênesis 46-2; Números 12-6; I Samuel 3-15; Ezequiel 1-1; 8-3; 40-2; 43-3; Daniel 10-7,8,16.

Mareh

O termo em hebraico significa “visão” e foi usado 48 vezes no Antigo Testamento como, por exemplo: Ezequiel 8-4; 11-24; 43-3; Daniel 8-16,26,27; 9-23 e 10-1; Números 9-15,16 e Joel 2-4.

Roeh

O termo em hebraico significa “visão” e foi usado 1 vez no Antigo Testamento: Isaías 28-7.

Raah

O termo significa “ver”. Verbo hebraico traduzido como “visão” e foi usado 1 vez no Antigo Testamento: II Crônicas 26-5.²

"Ao querer ser palavra de Deus para a salvação da humanidade, a Revelação adquire caráter universal. Quantitativamente, sonha abranger a todos; qualitativamente tem algo a dizer para todas as culturas e contextos sócio-históricos. Mas a Revelação cristã é particular, porque está ligada a um contexto cultural preciso. Guarda, portanto, a dupla dimensão de universalidade e particularidade. Sem deixar de ser universal, a Revelação de Deus é particular, devido à liberdade e ao amor de Deus. Qualquer escolha na história tem de ser particular, pois está ligada às coordenadas de tempo e de espaço. Todos os “mediadores” da Revelação foram ou são particulares, incluindo Jesus. Carregam as marcas dos condicionamentos pessoais, históricos, culturais. 'A intervenção de Deus não acontece na forma transcendente, e sim em formas imanentes, humanas, frágeis, transitórias, históricas, em processo para uma plenitude última. É na mediação que se atinge a transcendência. Nela acontece a presença do Deus infinito'."³

Vinícius Aparecido de Lima Oliveira
Associado da Academia Marial de Aparecida

Bibliografia:     
 1. CONTEÚDO aberto. In: Estudos Bíblicos – Visão (Visões). Disponível em: < https://bibliotecabiblica.blogspot.com/2016/06/visao-visoes-estudos-biblicos.html>. Acesso em: 28 mar 2022.
 2. CONTEÚDO aberto. In: Estudos Bíblicos – Visão (Visões). Disponível em: <
https://bibliotecabiblica.blogspot.com/2016/06/visao-visoes-estudos-biblicos.html >. Acesso em: 28 mar 2022.
 3. CONTEÚDO aberto. In: Vida Pastoral. Disponível em: <
https://www.vidapastoral.com.br/artigos/mariologia/visoes-e-aparicoes-por-que-e-para-que/  >. Acesso em: 28 mar 2022.
 4. Material de Pesquisa: Bíblia Pastoral (Paulus) / Bíblia do Peregrino / Bíblia de Jerusalém.

Nossa Senhora Auxílio dos Cristãos
Artigos

Mariofanias - Nossa Senhora Auxílio dos Cristãos

Em meados de 1681 o conde Philipp de Dietrichstein Siegmund fundou ao Norte da Boémia a pequena aldeia de Philippsdorf. Um lugar místico que atrai ao longo dos anos inúmeros fiéis que peregrinam em busca de Maria Santíssima invocada neste local como Auxílio dos Cristãos. Esta aldeia é o berço da fé e da devoção à Mãe de Deus entre os povos Thecos. No longínquo ano de 1835 nascia em Philippsdorf a vidente Madalena Kade. De família humilde, Madalena, ficou órfã muito cedo e por conta de uma série de doenças muito graves vivia sob os cuidados do irmão Joseph. O irmão Joseph além dos muitos cuidados com a irmã, trabalhava arduamente para sustentar a esposa Cecília e os seus cinco filhos.

Nossa Senhora de Knock (1)
Artigos

Mariofanias - Nossa Senhora de Knock

Aprovação: Em 1936 pelo Arcebispo de Tuam. A comissão investigativa do Dr. Gilmartin retorna um veredicto positivo. No condado de County Mayo, Irlanda, situa-se o Santuário Nacional de Knock. Este não foi somente lugar de uma das aparições da Virgem Maria. Videntes afirmam terem visto além da Mãe de Deus; seu castíssimo esposo São José; o Evangelista João e o próprio Filho de Deus, Nosso Senhor Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus.

Maria mãe de Deus
Artigos

Maria, Mãe de Deus, Rainha e modelo de construção da paz e da fraternidade

Comemoramos no dia 01 de janeiro a Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus. Ao mesmo tempo celebramos o Dia Mundial da Paz. Dois conteúdos cristãos que estão intimamente entrelaçados em seu sentido maior. A Mãe do Senhor é também o modelo de construtora da paz e da fraternidade, sendo a primeira discípula-missionária do seu Filho, o Príncipe da Paz (Is 9,6). No transcurso dos séculos, consolidou-se esta devoção á Mãe do Salvador como Rainha da Paz.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Academia Marial, em Palavra do Associado

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.