Espiritualidade

Vocação Familiar: Cuidado, paciência e amor

Neste domingo a Igreja Católica celebra a vocação familiar

Escrito por Lais Silva

14 AGO 2022 - 07H00

Rido / Shutterstock

No mês de agosto, a Igreja Católica celebra o mês das vocações, e em cada fim de semana lembramos e rezamos por cada uma dessas vocações. Na primeira semana, a vocação sacerdotal, na segunda, a vocação familiar, na terceira, a vocação religiosa e na quarta, a vocação leiga. Vale lembrar que no mês de agosto em que temos cinco domingos, celebramos no último, a vocação do catequista.Leia MaisDúvida vocacional: Eu tenho vocação para ser mãe?Como escolher a minha vocação? | Fala Com PadreDúvida Vocacional: Eu tenho vocação para ser pai?Primeiro domingo de agosto: dia de rezar pela vocação sacerdotal

Nesta segunda semana, Dia dos Pais, celebramos a vocação familiar, do sacramento do matrimônio. O Portal A12 conversou com um casal que segue a vocação matrimonial dentro da igreja, Filipe e Céci, que são casados há quase 10 anos.

Filipe fala que muitas pessoas esquecem o real significado do matrimônio e que esse é um dos segredos desta vocação, entender que o casamento e o ato de formar uma família, é uma missão que exige doação e comprometimento.

“É muito bonita a cerimônia, a festa, mas isso nós vemos que está muito enraizado na nossa cultura, mas as vezes a gente acaba perdendo a compreensão do que de fato é o Sacramento do Matrimônio. Porque ali você decide começar uma família dentro da igreja, acho que ninguém está 100% pronto quando sobe no altar e acho que isso é o legal, a adrenalina boa, porque ali você vê que não é só você morar com alguém, dividir uma conta, não é como se fosse uma república de duas pessoas, é realmente você entender que você está começando uma família, mas é uma família dentro da Igreja”, explicou Filipe Santos.

Papa Francisco cita em sua mensagem pelo 59° Dia Mundial de Oração pelas Vocações, que somos chamados para construir a família humana e somos protagonistas na missão em construir uma igreja em saída.

Assim como no documento “Amoris Laetitia”, que reforça que o papel da família na pastoral familiar, além de trazer questões sobre como cultivar o amor, se manter sempre apaixonados, de como enfrentar o sofrimento e as dificuldades.

Céci Portugal, criadora de conteúdo digital, falou que a maturidade é construída a cada dia e com os anos o casamento se fortalece ainda mais.

“A gente vai completar 10 anos de casados, e a maturidade que a gente tem hoje é muito melhor do que a gente tinha no começo, mas a gente precisou passar pelo começo pra chegar no hoje e eu tenho certeza que daqui 10, 20 anos, vai ser ainda melhor”, explicou.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Lais Silva, em Espiritualidade

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.