Por Padre José Luis Queimado, C.Ss.R. Em Igreja Atualizada em 04 MAI 2018 - 14H41

Conhecendo os Evangelhos: Renovados para a vida

Mt 9, 18-26

Dizendo-lhes ele estas coisas, eis que chegou um chefe, e o adorou, dizendo: Minha filha faleceu agora mesmo; mas vem, impõe-lhe a tua mão, e ela viverá. E Jesus, levantando-se, seguiu-o, ele e os seus discípulos. E eis que uma mulher que havia já doze anos padecia de um fluxo de sangue, chegando por detrás dele, tocou a orla de sua roupa; Porque dizia consigo: Se eu tão-somente tocar a sua roupa, ficarei sã. E Jesus, voltando-se, e vendo-a, disse: Tem ânimo, filha, a tua fé te salvou. E imediatamente a mulher ficou sã. E Jesus, chegando à casa daquele chefe, e vendo os instrumentistas, e o povo em alvoroço, Disse-lhes: Retirai-vos, que a menina não está morta, mas dorme. E riam-se dele. E, logo que o povo foi posto fora, entrou Jesus, e pegou-lhe na mão, e a menina levantou-se. E espalhou-se aquela notícia por todo aquele país.

Renovados para a vida

Shutterstock
Shutterstock


A versão deste relato em Mc 5, 22-43 é mais vívido e cheio de detalhes realísticos (Thalita Cumi - טְלִיחָא קוּמִי) do que esta perícope de Mateus. A versão de Lc 8, 41-56 se parece mais com a de Marcos, nos detalhes. Mas, mesmo assim, não deixa de ser uma rica narrativa sobre esse feito miraculoso de Jesus.

As pessoas que seguiam Jesus se impressionavam pelos seus atos prodigiosos; muitos dos mais sábios e estudados da época viam aqueles milagres como mágica e charlatanismo, mas os simples sabiam que era a mão de Deus agindo naquele momento da história.

Leia MaisConhecendo os Evangelhos: Até mesmo na boca do LeãoConhecendo os Evangelhos: Ser profeta como JesusConhecendo os Evangelhos: O dom maior é o perdãoConhecendo os Evangelhos: Jesus não quis ditadoresConhecendo os Evangelhos: Cuidado com os falsos pastoresConhecendo os Evangelhos: Converter o coração aos poucosConhecendo os Evangelhos: Abandonar a velha vida de pecadosO que mais nos intriga é ver que a narrativa principal é interrompida por outro episódio marcante: a cura de uma mulher hemorroísa (com fluxo irregular de sangue). Na versão de Marcos, enquanto Jesus vai em direção à casa de Jairo, uma mulher o toca do meio da multidão, e Jesus diz: “Quem me tocou?” E Lucas completa: “Senti uma força (virtude) que saía de mim!”. E os discípulos pensam que Jesus perdeu o juízo, pois havia muitas pessoas; qualquer um poderia ter tocado nele! Mas a versão de Mateus já é mais direta: “E Jesus, voltando-se, e vendo-a...” Ou seja, Jesus sabe que a mulher se curou por causa de sua grande e inabalável confiança.

E Jesus continua a sua caminhada depois dessa pausa. O chefe (da sinagoga), que em Marcos e Lucas chama-se Jairo, tem pressa para que Jesus visite a filhinha que está prestes a morrer.

Outra diferença significativa no relato de Mateus é que ele omite a presença dos três discípulos mais próximos de Jesus. Marcos e Lucas dizem que Jesus chamou Pedro, Tiago e João para acompanhá-lo e testemunhar a força que vem de Deus. Não sabemos o porquê da omissão, mas a realidade em que Mateus escrevia o Evangelho era bem diversificada da realidade de Marcos.

Jesus, ao chegar à casa do chefe da sinagoga, diz aos que estavam chorando pela menina que ela não havia morrido, mas que estava dormindo. O evangelista lembra que as pessoas riram dessas palavras de Jesus. É claro, quem não riria? No entanto, Jesus quer quebrar a tirania da morte, e quer revelar que Deus é alguém que preza a nossa vida, porque nos ama incondicionalmente.

Jesus diz para a menina voltar à vida, à realidade terrena, e ela obedece. O espanto é geral; não há mais risos de escárnio, mas há alegria plena, pois Deus havia se lembrado dos mais fracos!

A revitalização da menina acontece para que as pessoas saibam que a missão de Jesus não saiu da cabeça dele, mas sim do desejo do Pai-Misericordioso em habitar junto com o seu povo, com os seus amados e sofridos filhos. Nós, hoje, devemos sair de nossa morte interna; procurar pela presença de Jesus, que tem poder de nos trazer à vida.

 Há de se pensar: será que não seria melhor para a menina ter morrido e abandonado esse mundo duro e cruel? Jesus não pensa assim! Ele quer que todos nós enfrentemos as dificuldades e as estruturas de morte deste mundo para sermos verdadeiros anunciadores do Reino de Deus. Revitalizemos em nós e nos outros a parte viva e dinâmica que se afunda nas estruturas de morte que nos circunda!


Escrito por
Pe. José Luis Queimado, C.Ss.R. (Arquivo Santuário Nacional)
Padre José Luis Queimado, C.Ss.R.

Missionário Redentorista com experiência nas missões populares, no atendimento pastoral no Santuário Nacional de Aparecida, passou pela direção do A12. Atualmente reside e vive em missão na Filadélfia nos Estados Unidos

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.