Por Redação A12 Em Redação A12 Atualizada em 18 ABR 2019 - 14H34

Por que a liturgia do Sábado Santo é longa?


Padre Camilo explica, em suas reflexões para esta semana, um pouco sobre a celebração do Sábado Santo, seus ritos e símbolos em alguns pontos abaixo.

1. Dizemos que a Vigília do Sábado Santo é a mãe de todas as vigílias. Não apenas pela riqueza dos ritos litúrgicos, mas acima de tudo, porque é a celebração que proclama o coração de nossa fé: A Ressurreição de Jesus.

2. Sabemos que o Tríduo Pascal é uma grande e única celebração, que acontece em três momentos, durante três dias: A Quinta-feira Santa, com a missa do Lava-pés, a instituição da Eucaristia e o mandamento do amor; A Sexta-feira Santa, com a celebração da Paixão do Senhor e a adoração da Cruz; e o Sábado Santo com a Vigília Pascal. Tanto que se faz o Sinal da Cruz apenas no início da missa da Quinta-feira Santa e só se fará novamente o Sinal da Cruz, indicando que a celebração foi encerrada, no final da Vigília Pascal, no Sábado Santo.

Leia MaisO que a Igreja diz sobre cremação?Quando termina a Campanha da Fraternidade?3. A Celebração do Sábado Santo é dividida em quatro momentos: Bênção do Fogo Novo; Liturgia da Palavra; Liturgia Batismal; Liturgia Eucarística. Por isso é que o tempo de duração da cerimônia se torna um pouco maior do que outras liturgias, devido à riqueza do mistério celebrado nesta noite santa.

4. Após a bênção do Fogo Novo é aceso o Círio Pascal, que é sinal e presença do Ressuscitado na vida da comunidade. A cerimônia do Sábado Santo tem início fora da igreja, e a igreja fica na penumbra. Após o Círio Pascal ser aceso no Fogo Novo, ele entra na igreja como uma grande coluna luminosa, que dissipa as trevas da morte e traz a luz da vida e, na luz do Cristo Ressuscitado, toda a Igreja é iluminada pela sua presença. Este é o momento em que se entoa solenemente o ‘Exulte’ Pascal.

5. A Liturgia da Palavra é composta por 9 leituras: 7 do Antigo Testamento e 2 do Novo Testamento. Esse número um tanto grande de leituras na Vigília Pascal é para possibilitar que a comunidade faça memória da história da Salvação, desde a narrativa da criação até a Ressurreição de Jesus. Porém, destas 9 leituras, podem ser escolhidas 5. O importante é que se mantenha do Antigo Testamento a narrativa da criação, o sacrifício de Isaac e a leitura do Êxodo, com a travessia do mar vermelho. Do Novo Testamento, é feita a leitura da carta aos Romanos, que é proclamada após o hino de louvor, e o Evangelho que narra a Ressurreição.

6. A Liturgia Batismal acontece com a celebração de alguns batizados: de crianças ou adultos, e a renovação das promessas do batismo por toda a comunidade.

7. Encerrando a Vigília Pascal, temos a Liturgia Eucarística, onde se renova a certeza de que, no Pão e no Vinho consagrados, o Senhor continua alimentando, com sua presença de amor, a vida da comunidade e oferecendo a todos a vida nova.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Redação A12

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.