Por Redação A12 Em Santo Padre Atualizada em 29 OUT 2018 - 11H51

Papa diz que Sínodo não é parlamento

Durante quase um mês, a Assembleia Sinodal refletiu questões delicadas que dizem respeito às novas gerações. O clima da sala do Sínodo foi muito positivo e o Papa foi frequentemente interrompido pelos aplausos durante as suas palavras improvisadas.

Shutterstock
Shutterstock

Momento difícil

“É um momento difícil porque 'o acusador' – disse o Papa, se referindo ao diabo - através de nós, ataca a Mãe e a Mãe não se toca", sublinhou referindo-se à Igreja, acrescentando: "Todos nós devemos defendê-la". Para o Santo Padre, as acusações contra a Igreja se tornam "perseguição", como acontece com os cristãos do Oriente, mas "há outro tipo de perseguição, com acusações contínuas para sujar a Igreja. A Igreja não deve ser sujada! Nós filhos somos todos sujos. Os filhos são pecadores, mas a Mãe não. Devemos defendê-la, todos e, por isso, eu pedi para todos rezarem o Terço, neste mês de outubro, todos os dias, pela unidade da Igreja”.

Papa Francisco também disse que o documento ajudará muitos outros, mas os primeiros destinatários "somos nós", referindo-se aos presentes no sínodo.

.:: Essa é a juventude do Papa. Veja aqui

Sínodo não é um Parlamento

Francisco reiterou ainda que o Sínodo não é um Parlamento, mas um espaço protegido, porque é o Espírito Santo quem opera. Depois, indicou aos padres sinodais qual deve ser o caminho a ser seguido a partir deste momento, porque não é suficiente um pedaço de papel. "O resultado do Sínodo não é um documento, eu disse isso no início. Estamos cheios de documentos. Então, o documento aprovado hoje vai dar frutos se for meditado e acompanhado pela oração”.

O Pontífice ainda agradeceu sinceramente a todos pelo trabalho feito neste mês de outubro. Começando precisamente pelos jovens que participaram do Sínodo dos bispos como ouvintes: "Eles trouxeram a sua música para esta sala" – disse. "Música é uma palavra diplomática para dizer 'barulho'", disse Francisco, sorrindo.

Em seguida, Francisco agradeceu o secretário geral do Sínodo do Bispos, cardeal Lorenzo Baldisseri, e os subsecretários pelo seu trabalho. "Eu disse que eles tinham deixado a pele no documento preparatório; agora eu digo que eles deixaram os ossos", foi a brincadeira final para dizer obrigado a todos.

Fonte: Vatican News

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.