Por Pe. Anchieta Tavares, C.Ss.R. Em Redentoristas

Mais uma vez é Natal

Shutterstock.
Shutterstock.

Meu Menino Jesus, mais uma vez é teu Natal. Outra vez o universo se reveste de flores, a humanidade se enche de luz e os corações são tomados por sentimentos de alegria, paz, amor e emoção.

As pessoas de paz e boa vontade abrem suas casas e suas vidas para celebrarem tua chegada, que já é anunciada. Em breve, os anjos virão cantando do céu, contando, felizes, que o Cristo nasceu. Os sinos anunciarão o nascimento do Menino Deus. Os cantos e louvores farão ressoar em todos os templos o anúncio da chegada do Salvador. Tudo isso será percebido pelos corações e pelos sentimentos das pessoas que têm fé e conservam a Espiritualidade do Natal.

Por outro lado, meu Menino Jesus, existe o universo revestido de placas, adesivos, faixas, luzes piscando e tantos outros anúncios publicitários, alertando, e convocando a humanidade para a imensa maratona da corrida rumo às prateleiras dos templos comerciais, onde é cultuado, venerado e idolatrado o 'deus do consumo'. Certamente, mais uma vez, esses templos estarão abarrotados de pessoas torrando seu cartão de crédito, seu tão esperado décimo terceiro e as demais economias guardadas durante meses.

Quando o Menino Jesus estiver chorando, anunciando que a Salvação chegou, ainda se ouvirá anúncios apelativos, gritarias e berros, chamando atenção para as promoções dos produtos que ainda restam. E de olho nas prateleiras e de ouvidos ligados nos alardes das propagandas, muitas pessoas ficarão presas nos enormes congestionamentos de carrinhos de compras nos supermercados. E, ao voltarem para casa, ainda enfrentarão os congestionamentos nas ruas e avenidas, pois a correria de última hora ainda é uma marca registrada do povo brasileiro. Estas pessoas não terão um Natal verdadeiramente cristão?

Os que se prepararem, fizerem sua novena de Natal e se deixarem envolver pela Espiritualidade Natalina, com certeza estarão em suas comunidades, celebrando o Nascimento do Salvador, e depois estarão em seus lares, onde haverá flores perfumando o jardim, abraços de paz que não tem fim e chuva de amor no quintal.

Escrito por
Pe. Anchieta Tavares, C.Ss.R. (Arquivo Redentorista)
Pe. Anchieta Tavares, C.Ss.R.

Redentorista, membro da Província de São Paulo, músico, compositor, tendo já diversos CDs gravados. Integra a Equipe Missionária Redentorista

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. José Anchieta Tavares, C.Ss.R., em Redentoristas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.