Por Elisangela Cavalheiro Em Notícias Atualizada em 17 ABR 2020 - 13H47

Afonso de Ligório: Mestre da Oração e da Misericórdia

Os homens são os primeiros a serem amados por Deus, diz Santo Afonso. Entretanto, cabe a cada um de nós saber corresponder a esse amor.

Afonso acreditava - e não se cansava de acentuar - que mesmo o maior pecador deve começar sempre de novo com Deus, pois o amor de Deus não é um fenômeno abstrato, mas algo muito concreto.

Shutterstock
Shutterstock


Se Deus apostou tanto nos homens, não pode fazer outra coisa, senão ser misericordioso e indulgente com eles, partindo do pressuposto que os homens estejam prontos para se deixarem conduzir realmente pelo
Deus misericordioso.

Ele diz que a presença de Deus é incondicional, ou seja, sua capacidade de perdão é infinita. "Deus não abandona ninguém. Portanto, quanto mais desconsolado você está, tanto mais deve se entregar em suas mãos", dizia o santo.

O amor de Deus é tamanho, que pode ser medido pela entrega de seu próprio Filho, Jesus Cristo, para salvar a humanidade. 

Com outras palavras: "Deus não derramou de cima para baixo a abundância de seus dons para a humanidade, mas seu objetivo foi encontrar-se de frente com Ele e, com isso, mostrar que seu amor é realmente legítimo e honrado, pois o amor só pode se desenvolver em seu completo significado entre dois parceiros iguais".

A citação acima é do missionário redentorista, Padre Martin Leitgob, C.Ss.R, Doutor em Teologia no livro que deu título a esta reflexão: "Afonso de Ligório: Mestre da Oração e da Misericórdia".

Quando Deus se fez homem em Jesus Cristo, isto significa que ele deu uma dignidade extraordinária ao gênero humano. Então, o homem e a mulher não estão entregues cegamente ao pecado e à morte, mas são capazes de relacionar-se com Deus.

A publicação traz a história do santo fundador para lembrar que ele, mais do que nunca, foi alguém que desejou aproximar o homem de Deus, numa relação de amor que ajuda o homem a encontrar a sua felicidade. 

Santo Afonso viveu em um contexto de crise na Igreja. O rigor moral fazia ter medo de Deus e de seu castigo aos pecados. A pastoral daquela época descuidava dos pobres. Santo Afonso, então, deixa-se tocar pelo amor misericordioso de Deus. Assume a tarefa de evangelizar os pobres e aprender com eles o caminho para Deus. Em vez do rigor, insiste na formação da consciência moral e no crescimento espiritual, guiado pela oração constante.

Esta publicação sintetiza muito bem a vida e a herança espiritual que nos deixa Santo Afonso: um programa de vida cristã, essencial e atual para nossos dias. 

Quer aprender mais com a vida de Santo Afonso? Adquira essa obra na loja online da Editora Santuário. 

Elisangela Cavalheiro.
Elisangela Cavalheiro.
Livro sintetiza a vida e a herança espiritual que nos deixou Santo Afonso.



Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.