Notícias

Saiba quem foi o missionário redentorista Pe. Frederico Grotte

Até hoje o trabalho social deste religioso é reconhecido em toda a Argentina

Padre Inácio_3 (Juan Ribeiro / Rede Aparecida)

Escrito por Pe. Inácio de Medeiros, C.Ss.R

19 NOV 2021 - 10H58 (Atualizada em 19 NOV 2021 - 11H34)

Divulgação Pe._Frederico_Grotte__-_1853_a_1940[1] (Divulgação)

O padre Frederico Grotte, Missionário Redentorista argentino, foi recentemente homenageado com o seu nome sendo dado a uma rua, localizada no bairro popular Álvaro Guerreiro, bem perto da igreja de São João Batista, na cidade de Viedna.

A cidade de Viedna tem hoje cerca de 80 mil habitantes, sendo a capital da província de Río Negro e do departamento de Adolfo Alsina, mais ao sul do país.

Localiza-se no leste da província, na margem direita do rio Negro, à frente da cidade de Carmen de Patagones, com a qual está conurbada.

Esta homenagem é um reconhecimento pelo compromisso que ele teve com os Círculos Operários do país, do qual ele foi o criador em 1892. Além disso, ele foi uma figura icônica do movimento social cristão na Argentina no início do século XX.

Padre Frederico Grotte era alemão, nascido em Münster (Westfália) no dia 16 de julho de 1853. Era membro da Província de Colônia, que abarcava a região norte da Alemanha.

Divulgação
Divulgação
Padre foi homenageado com o seu nome sendo dado a uma rua localizada na cidade de Viedna, na Argentina


Em 1884, aos 31 anos, chegou a Buenos Aires. Seu primeiro objetivo neste momento era a pregação das Missões Populares, mas à medida que foi missionando foi também conhecendo com maior lucidez os problemas religiosos e temporais que existiam ao seu redor.

No ano de 1893, foi então publicada a encíclica Rerum Novarum pelo Papa Leão XIII, resposta imediata da Igreja à questão social. Pela primeira vez, através do Papa Leão XIII, era expresso o pensamento cristão elaborado através dos séculos, assinalando a primazia do ser humano sobre as coisas materiais, e, ao mesmo tempo, a supremacia do trabalho sobre o capital.

Leia Mais Santas Missões: fraternidade como princípio evangelizadorMissões Redentoristas e o anúncio fundamental do Evangelho

Diante desse anúncio e dessa certeza, Pe. Frederico Grotte entendeu qual era sua missão e nada foi capaz de detê-lo: iniciar a criação dos Círculos Operários como os que haviam na Europa, porém, adaptando-os ao ambiente próprio de onde estava. Segundo ele, os Círculos deveriam ter uma maior abertura para admitir os associados, sendo uma instituição de portas abertas para todos, recebendo as pessoas sem distinção de religião ou de classes sociais.

Ele morreu no dia 30 de abril de 1940, na véspera da celebração do Dia dos Trabalhadores, aos 86 anos e até hoje o seu trabalho social é reconhecido em toda a Argentina, pois persistem mais de 40 federações de Círculos Operários em toda a Argentina.

Escrito por
Padre Inácio_3 (Juan Ribeiro / Rede Aparecida)
Pe. Inácio de Medeiros, C.Ss.R

Redentorista da Província de São Paulo, graduado em História da Igreja pela Universidade Gregoriana de Roma, já trabalha nessa área há muitos anos, tendo lecionado em diversos institutos. Atuou na área de comunicação, sendo responsável pela comunicação institucional e missionária da Província de São Paulo, atualmente é diretor da Rádio Aparecida

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. José Inácio Medeiros, C.Ss.R. , em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.