Por Thamara Gomes Em Notícias Atualizada em 01 MAI 2019 - 11H50

A vocação de São José segundo o Papa Francisco

Você sabia? O Papa Francisco por diversas vezes demonstrou seu carinho e devoção pelo esposo da Virgem Maria. Ele escolheu iniciar o seu ministério no dia de São José, 19 de março, em 2013.

O Papa também tem uma imagem de São José deitado, para a qual ele sempre reza. "Eu gosto muito de São José, porque é um homem forte e de silêncio. No meu escritório, eu tenho uma imagem de São José dormindo, e dormindo ele cuida da Igreja. Quando eu tenho um problema ou uma dificuldade, eu o escrevo em um papelzinho e o coloco embaixo da imagem de São José, para que ele sonhe sobre isso. Isso significa: para que ele reze por este problema", disse. 

Além da data em março, a Igreja recorda ainda a vida de São José em outras duas datas. Em maio, no primeiro dia do mês, ao celebrar a solenidade de São José Operário, e em dezembro, no dia 30, com a festa da Sagrada Família. Existem ainda outra menções a São José, mas queremos aprofundar aqui sobre a Vocação de São José, pelas palavras do Papa Francisco.

Confira! 

Shutterstock.
Shutterstock.


O guardião

Deus confia a José a missão de ser guardião de Maria e de Jesus. Num primeiro momento, diante da revelação do anjo, coloca-se de lado na história. Mas depois compreende o que lhe é dito e pedido. E, assim, José abraça a sua tarefa de pai e esposo. Cuidou com amor de Maria e se dedicou à educação de Jesus Cristo.

Homem de silêncio

José é o homem que não fala, mas obedece. Era um homem que escutava a voz de Deus, profundamente sensível à Sua vontade. Um homem atento às mensagens que vinham das profundezas do coração e do alto. Deixou-se guiar e levou adiante a promessa de Deus.

:: 5 pensamentos do Papa Francisco sobre Vocação 

Disponibilidade e prontidão

Em uma constante atenção a Deus, José esteve sempre aberto aos seus sinais e disponível ao projeto do Senhor. Permanece ao lado de Maria, sua esposa, tanto nos momentos serenos como nos momentos difíceis da vida. Não se recusou a seguir o que lhe foi pedido, aceitou a novidade, mesmo que desconcertante, e colocou-se à disposição.

:: Ser santo hoje, é possível?

Shutterstock.
Shutterstock.


Dedicado ao trabalho 

Jesus entra em nossa história, está entre nós, nascido de Maria pelo poder de Deus, mas com a presença de São José, o pai legal, de direito, que cuida d’Ele e também lhe ensina seu trabalho. Jesus nasce e vive em uma família - Sagrada Família, - aprendendo com São José o ofício de carpinteiro, na carpintaria em Nazaré, dividindo com ele seus compromissos, esforços, satisfação e as dificuldades do dia a dia.


Exemplo de bondade e ternura

Cuidar e guardar requer bondade, ternura. Nos Evangelhos, São José aparece como um homem forte, corajoso, trabalhador, mas, no seu íntimo, sobressai uma grande ternura. E essa não é uma virtude dos fracos. Pelo contrário, exprime ânimo forte e capacidade de solicitude, de compaixão, de verdadeira abertura ao outro, de amor. Não devemos ter medo da bondade, da ternura.

Sugestão de leitura: Evangelho segundo Mateus 1, 18-25.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Thamara Gomes, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.