Missa

Santuário Nacional celebra 50 anos de ordenação sacerdotal de Dom Orlando

Santa Missa contou com a presença de cardeais, bispos, sacerdotes, religiosos e leigos

Escrito por Laís Silva

06 JUL 2024 - 11H06 (Atualizada em 10 JUL 2024 - 09H47)

Thiago Leon

Com alegria, neste sábado (06), o Santuário Nacional celebrou a Santa Missa em Ação de Graças aos 50 anos de ordenação sacerdotal de Dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida.

A celebração foi presidida pelo próprio Dom Orlando, no Altar Central, às 9h, e concelebrada pelos cardeais Dom Orani Tempesta, da Arquidiocese do Rio de Janeiro, Dom Paulo César, cardeal arcebispo de Brasília, e pelos demais bispos, sacerdotes e religiosos presentes.

Com a Casa da Mãe cheia de fiéis, a celebração também reuniu bispos de diversas dioceses, sacerdotes, diáconos e leigos, que foram tocados pela liderança de Dom Orlando ao longo de sua trajetória. A celebração também teve a liturgia cantada e tocada pelo Coro Arquidiocesano de Aparecida e a Orquestra do PEMSA (Projeto de Educação Musical do Santuário de Aparecida).

Antes da homilia, o Missionário Redentorista e Reitor do Santuário Nacional, Pe. Eduardo Catalfo, C.Ss.R., leu uma mensagem enviada pelo Papa Francisco.

“Como dever de nossa memória e fraterna feição, agradecemos a prolongada e diligente missão de operário do Senhor junto de muitíssimas comunidades eclesiais confiadas a seus cuidados. Também a missão exercida junto à Conferência dos Bispos do Brasil e da Conferência dos Bispos da América Latina. Agradecemos a comprovada solicitude na qual é perseverante de testemunhar em obras, os preceitos evangélicos de anunciar Jesus Cristo com assíduo e sábio ministério no vínculo da caridade, para o bem de sua Igreja”.

Thiago Leon
Thiago Leon


Em seguida, Dom Orlando iniciou sua homilia agradecendo o Papa Francisco e também o Pe. Eduardo Catalfo, por seu cuidado com o Santuário e também pela celebração desta festa do amor de Deus.

Quando Deus escolhe sacerdotes, está pensando em seu povo. Festa do amor de Deus, amor misericordioso, amor paciente e amor providência”.

Ele deu continuidade, saudando e agradecendo todo o público presente.

E assim, saudando a todos vocês, irmãos e irmãs, quero pedir-lhes: ajudem me a pedir perdão, ajudem-me a agradecer e ajudem me a ser fiel. A Primeira Leitura tem tudo a ver com o sacerdócio, porque diz assim: 'Vamos reconstruir a tenda que caiu'. Lembra depois da arca, lembra o templo, lembra a Igreja. E nós podemos cair. Por isso, hoje se diz muito: não só reconstruir a tenda, mas alargar a tenda. Que a Igreja alargue o anúncio do Evangelho, principalmente entre os sacerdotes”.

Ele continuou sua reflexão retomando a Segunda Leitura:

Jesus, chamado noivo — vamos invocar sempre Jesus, o noivo — porque é da espiritualidade da aliança, bem pertinho de nós, nos sustentando com Seu amor, com Sua bondade, nos dando Seu próprio Sangue, para sermos sacerdotes, ministros da nova aliança”.

Dom Orlando falou que pensou em um texto bíblico que poderia ser o símbolo desses 50 anos de missão e em seu coração recebeu: “Sem mim, você padre, nada pode fazer”. (Cf. João 15, 5c)

“Sem mim, nada. E o apóstolo também nos escreveu: 'Se eu não tiver amor, eu nada sou' (Cf. 1Cor 13, 1) Isso mesmo. Que essa Palavra possa confirmar o sacerdócio de todos nós e, claro, tudo por causa de um grande amor. Por isso você nasceu, por isso você é batizado, por isso somos sacerdotes, bispos, cardeais, religiosos e religiosas. Tudo por causa de um grande amor” (Cf. Ef 2,4).

Thiago Leon
Thiago Leon


O arcebispo ainda compartilhou um pouco sobre sua caminhada nesses 50 anos de missão e contou sobre seus amores, tesouros e remédios.

“Eu também vivi de três tesouros: primeiro o Pai, segundo o povo e terceiro os pobres, que são ricos de Deus. E cinco remédios que tomei, cinco remédios para nós, padres: primeiro o Lecionário, a Palavra, segundo remédio o Sacrário, a Eucaristia. Terceiro remédio, o Confessionário, onde a gente reaviva a aliança e fidelidade. O rosário é outro remédio, lembrando de Maria. E claro, o Calvário: diante do crucifixo, nós entendemos muito bem nossa missão”.

Antes da bênção final, o Superior Provincial da Província de Nossa Senhora Aparecida, Pe. Marlos Aurélio. C.Ss.R., dirigiu algumas palavras a Dom Orlando, em nome da família Redentorista:

“Queremos louvar, junto com o senhor, seu ministério de 50 anos, e por tudo aquilo que o senhor significa para nós nesse Santuário, nessa Arquidiocese. Deus o presenteou com o dom da palavra. O senhor é um homem de uma palavra forte, verdadeira, ungida e aqui se tornou um grande catequista do povo brasileiro, no Santuário Nacional”.

Thiago Leon
Thiago Leon


Em seguida, Ir. Alan Zuccherato C.Ss.R., diretor de arte e pastoral da TV Aparecida, leu uma mensagem fraterna a Dom Orlando.

“Somos profundamente reconhecidos e muito gratos a Deus, por ter dado ao mundo e à Igreja o querido Dom Orlando Brandes, que enriquece o Reino do Senhor e nossa vida com seus grandes dons. Manifestando nosso carinho, ofertando-lhe agora 50 ramalhetes, pois a sua vida é um bonito jardim que transforma deserto, embeleza a Igreja, eleva o mundo para a glória de Deus. No perfume dessas flores, na alegria dessas cores aqui na Casa da Mãe, emprestamos o Magnificat de Nossa Senhora, pois seu ministério ao longo dessa caminhada de 50 anos, curou feridas, aqueceu corações, defendeu a vida, promoveu a dignidade humana, tornou a Igreja mais atraente, trazendo luz, muita paz e alimentando a esperança”.

Ao final da celebração, Dom Orlando convidou os bispos presentes no Altar Central e também as religiosas, para juntos realizarem a Consagração a Nossa Senhora Aparecida.

Confira a galeria de fotos desta celebração:


1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Laís Silva, em Missa

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...