Por Tatiana Bettoni Em Artigos Atualizada em 27 MAR 2019 - 08H48

Há 32 anos, “Basílica Nova” acolhia a Imagem de Nossa Senhora Aparecida

Desde que foi retirada das águas do Rio Paraíba do Sul, em 1717, a Imagem milagrosa de Nossa Senhora Aparecida foi instalada em diferentes lugares. À medida que ganhava cada vez mais devotos, a santa de Aparecida era transferida de capela em capela, até que assentou em seu altar permanente no Santuário Nacional de Aparecida, chamado carinhosamente de Basílica Nova.

O ano era 1982, dia 3 de outubro, momento em que o país parou para ver o novo lar da Padroeira do Brasil. Um folheto explicativo foi distribuído para a população, para que todos pudessem compreender, se envolver e render graças conjuntas a Nossa Senhora.

O folheto explicava detalhes de todos os passos da Mãe Aparecida ao longo dos anos:

 O processo de transladação foi realizado em carro do Corpo de Bombeiros acompanhado por milhares de devotos que participaram da missa festiva de entronização. A partir de então, a Matriz Basílica tornou-se importante ponto de visitação histórico-religioso.

A nova Casa da Mãe Aparecida tinha muito a crescer, mas já oferecia mais conforto ao crescente número de devotos. Há 32 anos, a Matriz Basílica recebia pouco mais de 3 milhões de peregrinos anualmente. No Santuário Nacional, esse número chegou a 11,8 milhões de devotos em 2013. É a Casa da Mãe, casa de todos os brasileiros!

17 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Tatiana Bettoni, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.