Por Marília Ribeiro Em Notícias Atualizada em 01 JUL 2020 - 09H33

Você conhece o arquiteto que projetou o maior Santuário Mariano do Mundo?

Benedito Calixto recebeu o desafio de projetar uma igreja grande e acolhedora, para receber os milhares de devotos da Mãe Aparecida

Muitas pessoas contribuíram para a idealização do que hoje é o Santuário de Aparecida. Entre eles, destaca-se o responsável pelo projeto da segunda maior igreja católica do mundo, o arquiteto Benedito Calixto de Jesus Netto.

CDM Santuário Nacional
CDM Santuário Nacional
O arquiteto Benedito Calixto de Jesus Netto e o Cardeal Carlos Carmelo na construção da nova basílica em 1956. Foto: CDM Santuário Nacional


Benedito Calixto nasceu em Bebedouro (SP), em 27 de maio de 1906, filho de João Pedro de Jesus Neto e Fantina de Jesus Netto. Era neto do célebre pintor Benedito Calixto de Jesus, pelo lado materno.

Sua ligação com o Santuário de Aparecida teve início em 1946, quando o Cardeal Carlos Carmelo de Vasconcellos Motta, então arcebispo de São Paulo, convidou o profissional para desenvolver os estudos da nova igreja.

Calixto foi escolhido por sua grande experiência em arte sacra e liturgia, tendo projetado mais de 200 igrejas em todo o território brasileiro.

Para o desafio de projetar uma igreja que fosse grande o suficiente para acolher o número expressivo de devotos, Benedito Calixto realizou viagens aos Estados Unidos, Europa, México e outros países da América do Sul para estudos sobre arquitetura e liturgia nos ambientes sacros.

A planta da nova Basílica de Nossa Senhora Aparecida foi concluída em 1949. Na ocasião, o arquiteto recebeu a importante missão de ir a Roma para apresentar o projeto à Comissão Romana de Arte Sacra, onde obteve aprovação. A partir disso, em dezembro de 1954, Calixto assinou o contrato para administração e fiscalização das obras no Morro das Pitas, local escolhido para a construção da nova casa da Senhora aparecida nas águas.

CDM Santuário de Aparecida
CDM Santuário de Aparecida
Arquiteto Calixto e o monsenhor Constantini, presidente da Comissão pontifícia de Arte Sacra, em Roma, no dia 30 de junho de 1949.


A Basílica de Aparecida segue o estilo neorromânico (estilo de arco redondo). “A basílica é única. A arquitetura do Benedito Calixto, que vem lá dos anos 40 do século passado, é uma arquitetura católica românica, revestida de tijolinho, que é o barro cozido, pesando não só na questão técnica de temperatura e acústica, mas pensando também que o tijolinho casa-se na imagem de Nossa Senhora Aparecida, que também é de barro cozido, e que nós também fomos feito do barro, disse, em 2016, o artista sacro Claudio Pastro, em uma entrevista ao A12, meses antes de falecer.

Por 18 anos, Benedito Calixto dirigiu as obras da Basílica, vindo semanalmente de São Paulo a Aparecida, para acompanhar com entusiasmo a construção do maior Santuário mariano do mundo.

Durante o seu trabalho, foram levantadas a nave da frente, a cúpula, duas galerias da frente da basílica, a capela das velas, o salão dos romeiros e o começo da nave posterior. Benedito Calixto de Jesus Netto faleceu no dia 21 de julho de 1972, deixando esposa e cinco filhos.

A Basílica de Aparecida tem 25 mil m², comporta 30 mil fiéis por missa e, a cada ano, vem desenvolvendo obras de construção e evangelização, para melhor acolher e possibilitar uma experiência de fé mais profunda a cada um dos milhares devotos que visitam a Casa da Mãe.

É com esse intuito que a Jornada Bíblica, iniciada em 2019, tem o objetivo de transformar o Santuário de Aparecida na maior Bíblia a céu aberto do mundo, aliando beleza e formação a todos os devotos que assumem o compromisso de realizar mais esse sonho, unindo-se à Família dos Devotos.

Participe da nossa Família!



Fonte: CDM Santuário de Aparecida

3 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Marília Ribeiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.