Artigos

Por um Natal de bênçãos e uma Igreja sinodal

Escrito por Academia Marial

22 DEZ 2021 - 00H00 (Atualizada em 22 DEZ 2021 - 15H54)

Shutterstock

Caminhemos juntos, seguindo a Estrela da Evangelização, que nos levará até o presépio e nos entregará o seu Menino recém-nascido, para que Ele seja o nosso Caminho, Verdade e Vida ao longo de 2022!

Uma nova expressão deverá fazer parte das nossas reflexões e partilhas, para seguirmos a convocação do Papa Francisco para o próximo Sínodo: Igreja Sinodal. Mais do que preparar um novo documento, é um convite a retomar uma experiência tão antiga quanto esquecida: Caminhar Juntos como Igreja! Numa sociedade tão fragmentada e polarizada, o testemunho de uma Igreja Sinodal vai na contracorrente das tendências individualistas e autorreferenciais do mundo. Esse tempo de pandemia irrompeu como um alerta vermelho para o risco da cultura individualista, da desigualdade social, da indiferença religiosa e de tantas outras atitudes narcisistas que têm contaminado a alma humana, bem antes do coronavírus. Estamos aprendendo que o mistério da vida é inevitavelmente conectado para a saúde ou para a enfermidade de todos. Ninguém é fonte da própria vida, nem é capaz de mantê-la por si próprio. Esse convite do Papa nos chama para que reconectemos nossas vidas com a Vida de Jesus ressuscitado, para sermos plenamente humanos, e com as vidas de nossos irmãos e irmãs, para nos tornarmos verdadeiramente fraternos.

O texto de nossa associada Celia nos faz olhar para Maria e aprender com ela a ser uma Igreja Sinodal. Ela é nossa irmã, porque é a primogênita de todos os redimidos, ela é a nossa Mãe, que colabora com a abundante Redenção do seu Filho em nosso favor, ela é a discípula missionária perfeita, que caminha sempre junto com o seu Povo.

Neste ano de 2022, o nosso Congresso Mariológico vai se debruçar sobre a figura de Maria, como nossa irmã e como modelo de uma Igreja Sinodal, que ela soube construir já na sua pequena casa de Nazaré.

A Academia Marial procurou reinventar-se ao longo da pandemia, utilizando-se não somente da forma presencial, mas também on-line, no desejo de alimentar todos os nossos sócios e membros na contemplação do mistério de Maria na História da Salvação. Cada vez mais, é urgente que a figura de Maria seja envolvida pela Palavra de Deus, para que nada e ninguém a apresente como bandeira isolada do seus próprio grupo ou ideologia. Por isso, você, que é membro da Academia e ama profundamente Nossa Senhora, procure participar dos eventos presenciais ou on-line, frequente nossas páginas no portal A12, com tantos artigos preciosos, assine a nossa coleção “Escola de Maria”, que desenvolve com profundidade temas marianos bem atuais. Através do Youtube vocês podem acessar as gravações do programa “Magnificat”, gravados semanalmente.

Somos gratos a todos vocês, que nos apoiam, nos estimulam e nos apontam caminhos. Essa gratidão se dirige em primeiro lugar ao próprio Santuário Nacional, que disponibiliza toda a sua infraestrutura e seus colaboradores para os nossos eventos. De modo especial, agradecemos a dedicação dos colaboradores do Portal A12, da TV Aparecida, da Secretaria de Pastoral. Somos felizes e agradecidos à Faculdade Dehoniana, pela parceria bem-sucedida na realização dos Cursos de Pós-Graduação.

Um “Deus lhe pague!” de coração a você, que envia fielmente a sua colaboração para manter as atividades da nossa Secretaria, da nossa Biblioteca, das nossas publicações e da preparação dos nossos eventos. Gostaríamos de poder identificar a todos, não somente para enviarmos os recibos correspondentes, mas principalmente para que pudéssemos colocar seus nomes nas intenções das Missas da Basílica.

Enfim, desejamos ardentemente que este Natal seja uma celebração rica em bênçãos para todos vocês. Que seja um Natal de coração agradecido, por estarmos escapando dessa pandemia; de coração iluminado pela Bíblia Sagrada, que está revestindo as fachadas da nossa Basílica e irradiando a Palavra de Deus a todos os peregrinos; de coração cheio de esperança para a Igreja e para a sociedade. Que o coração, que mantem a vida dos nossos corpos, possa pulsar todos por um e um por todos, num ritmo sinodal de vida e de amor.

Feliz e Santo Natal!

Abençoado e confiante Ano Novo!

São os votos e o abraço de Pe. Ulysses, Eliane, Bárbara e João Gabriel.

Assunção de Nossa Senhora
Artigos

A Assunção de Nossa Senhora

Agosto está prenhe da presença dos Padres, mártires dos primeiros séculos da Igreja: Hipólito de Roma (13), São Lourenço (10), Santa Filomena (10), entre tantos outros. Destaca-se também a figura do grande pilar teológico da Igreja, Agostinho de Hipona (20). No entanto, percebe-se a presença de Maria Mãe de Deus, através de diversos títulos. É justamente com o título de Nossa Senhora da Assunção, que quero focar minha reflexão.

Assunção de Maria
Palavra do Associado

O Dogma Mariano da Assunção da Virgem Maria: Maria antecipa a nossa realidade no céu

Todos temos uma história de vida e quando Deus passa a fazer parte dessa história, movimenta a nossa vida, nos impulsiona e não nos deixa parados, passamos a ir, a servir, “apressadamente”, pois a graça de Deus está em nossos corações e estamos prontos para o que der e vier, assim nos aponta, o Evangelho dedicado a esta solenidade: Lc 1,39-56. Essa “pressa”, dá nova direção a vida, pois, repleta de fervor interior e de alegria, vai revelando em nosso coração, a mesma atitude interior de fé e da prontidão de Maria. Essa “pressa” não se trata de ansiedade, mas sim movimento interior de um amor filial que busca ser eficaz.

nossa senhora de fátima
Artigos

Mariofanias - As primeiras Mariofanias: Como tudo começou?

Ao longo dos séculos muitas foram às afirmações de pessoas ao redor do mundo, que disseram terem visto a Santa Mãe de Deus e Dela terem recebido mensagens, ensinamentos, alertas e pedidos. Na maioria das vezes tais encontros entre o humano e o divino, os pedidos eram de conversão, oração e penitência. Pedidos de oração uns pelos outros e pelas almas que padecem no purgatório. A figura celeste durante as aparições pede de um modo geral para “cuidar dos irmãos de seu Filho, que caminham ainda na terra, até chegarem à pátria bem-aventurada” (Lumen Gentium 62).

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Academia Marial, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.