Por Ir. Gilberto Teixeira da Cunha Jr. Em Artigos Atualizada em 06 SET 2018 - 12H15

Natividade de Nossa Senhora recorda o dom de Deus a cada cristão

Shutterstock
Shutterstock

Neste dia 8 de setembro celebramos uma festa muito querida para todos os que amamos Maria: o dia tão esperado do seu nascimento. Com essa festa somos introduzidos ao grande mistério de nossa salvação em Cristo. Deus, desde toda a eternidade em seus desígnios amorosos, predestinou Maria a ser a Mãe do Salvador. O dom do seu nascimento está diretamente ligado ao dom recebido nove meses antes: a sua Imaculada Conceição.

O nascimento de Maria está diretamente ligado ao da sua maternidade. Maria é Mãe de Cristo é Mãe de toda a humanidade. Ela é modelo de maternidade. Todas as mães veem nEla o verdadeiro significado da sua missão. E certamente assim como no caso de Maria, todos nós devemos pensar no sentido pelo qual vim ao mundo. Qual é a tua missão?

Celebrando o dom do nascimento de Maria, a Igreja também olha para o de Cristo. Recorda na Missa de hoje, na profecia de Miquéias, a Belém de Éfrata, “pequenina entre os mil povoados de Judá” de onde que viria o nosso Salvador. (Cf. Mq 5, 1-4a)

Lembramos também das extraordinárias circunstâncias que precederam o nascimento do Senhor, segundo a narração de Mateus. Esse mistério envolve São José, a quem a Virgem havia sido prometida como esposa. São José participa no mistério da encarnação e como homem de fé acolhe Maria e cuida de Jesus.

Leia MaisMaria, Mãe das VocaçõesO protagonismo de Maria na HistóriaAmiga que ajudaNo nascimento de Maria cumpre-se verdadeiramente a eterna eleição divina. Verifica-se o amor particular com que o Senhor ama a Maria e nEla a cada um de nós. O nascimento de Cristo com o sim de Maria é o renascimento do homem por meio da graça. O nascimento de Maria é o início da nova criação, no plano da salvação divina.

A festa de hoje portanto é um convite para recordar o dom gratuito que Deus concede a cada um de nós, como fez com Maria.

A profunda consciência que Maria tem da gratuidade do dom de Deus, torna-se para nós um estímulo para rever a nossa vida, muito confiante nos meios humanos e pouco propensa à oração, à contemplação à confiança na ação da graça.

O nascimento de Maria é também convite ao renascimento espiritual, à conversão. É um convite a crescermos na fé. Ao olharmos Maria, vemos que toda sua vida foi um constante crescimento na fé. Somos chamados a renascermos constantemente na fé, abrindo-nos a todo o momento ao Plano de Deus.

Por ser o nascimento de Maria, podemos pensar na seguinte pergunta. O que darei de presente para Ela hoje? O que será que Ela mais gostaria de receber de mim? Certamente alegrará muito o coração de Nossa Senhora ver em nós, a imagem do seu Filho. Que nós façamos como Ela, para que o dom da vida que recebemos de Deus dê muitos frutos.

Peçamos a intercessão da Mãe Aparecida, para que a cada dia cooperemos mais com a graça de Deus e respondamos com generosidade a esse precioso dom que é a nossa vida, com uma vida cada dia mais santa e respondendo à nossa vocação particular neste mundo.


3 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Ir. Gilberto Teixeira da Cunha Jr., em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.