Por Elisangela Cavalheiro Em Notícias Atualizada em 06 MAI 2020 - 11H39

A devoção mariana que ganhou o coração dos redentoristas

Uma devoção mariana da Igreja ganhou notoriedade após ser deixada aos cuidados da Congregação Redentorista. 

Este fato está relacionado a um gesto do Papa Pio IX e um ícone bizantino que surgiu na Ilha de Creta, na Grécia, mas cuja  devoção se estabeleceu a partir da Itália.

A  devoção remete a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro que é conhecida como a Virgem da Paixão; pelos simbolismos presentes no quadro que lembram a morte de Jesus Cristo.

Como essa história se relaciona com os Missionários Redentoristas, veja a seguir.

Reprodução.
Reprodução.
Detalhe do ícone com os anjos e os instrumentos da Paixão de Jesus.


No dia 11 de dezembro de 1865 o Papa Pio IX resolveu confiar o ícone milagroso de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro à Congregação do Santíssimo Redentor. Esse  gesto ocorreu depois de uma longa história de milagres na qual este ícone foi roubado, perdido, esquecido e, finalmente, ganhou o mundo quando voltou a ser venerado publicamente.  

:: Leia aqui a história do ícone que foi roubado, perdido, esquecido, mas ganhou o mundo 
:: Conheça todos os símbolos presentes no ícone

A história do ícone com os redentoristas começa quando o padre Mauron, reitor-mor dos redentoristas, soube da existência de ícone milagroso que tinha uma relação com o lugar onde os redentoristas moravam em Roma. Ele foi até o Papa Pio IX e contou brevemente a história do ícone.  

O papa ficou emocionado ao ouvir a história e imediatamente redigiu o decreto ordenando que o ícone, que estava guardado e escondido na igreja de Santa Maria em Posterula, fosse colocado para veneração na igreja de Santo Afonso, localizada entre as duas grandes basílicas de São João de Latrão e Santa Maria Maior.

Thiago Leon.
Thiago Leon.
Ícone de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é uma devoção que surgiu na Grécia.


A entrega do ícone para os redentoristas aconteceu por dois fatos históricos e surpreendentes.

Primeiro, uma pesquisa a respeito da história da casa dos redentoristas feita por um dos religiosos descobriu que um ícone milagroso havia sido venerado numa igreja dedicada a São Mateus que existiu no mesmo terreno onde moravam os redentoristas na Via Merulana, e depois, a confirmação por um padre redentorista, que por desígnio divino antes mesmo de ser um religioso redentorista, teve conhecimento do ícone com um frei agostiniano da igreja de Santa Maria em Posterula

:: Personagens marcantes da história do ícone do Perpétuo Socorro

Olhando a história, é possível que o fundador, Santo Afonso, tivesse venerado o ícone quando estava na igreja de São Mateus, já que ele ficou em Roma, em 1762, quando foi nomeado bispo de Santa Ágata dos Godos e, durante sete semanas, morou em uma casa no local onde estava a igreja, no bairro Esquilino.

Leia MaisOração de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro contra a Covid-19Igreja de Roma preserva devoção a ícone milagrosoOrações a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro Outro santo redentorista, São Clemente Maria Hofbauer, também pode ter sido próximo da devoção. O ilustre propagador da Congregação fez o seu noviciado em São Juliano, em Roma, que ficava a alguns passos da igreja. 

O ícone do Perpétuo Socorro tem uma mensagem especialmente voltada para a Paixão de Jesus. Na imagem da Virgem Maria com o Menino Jesus em seus braços, estão também os instrumentos da Paixão e Morte, e os redentoristas viram nele a espiritualidade que sempre guiou o seu fundador, Santo Afonso Maria de Ligório.

Um pensamento feliz nos faz contemplar Santo Afonso e São Clemente aos pés da Virgem.

Expansão da devoção

Após mais de 150 anos, os Redentoristas mantém diversos santuários em várias partes do mundo dedicados a esta devoção mariana. Eles criaram e divulgaram a devoção da Novena Perpétua que ocorre em todas as quartas-feiras e reúne em suas igrejas muitos fiéis.

:: Veja os santuários brasileiros dedicados ao Perpétuo Socorro

A igreja que mais congrega devotos fica em Baclaran, nas Filipinas, onde mais  de 100 mil devotos participaram semanalmente das bênçãos e graças dadas sob a intercessão de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Nesta igreja, em 1981, o Papa João Paulo II visitou e rezou diante do ícone. 

:: 3 pedidos de São João Paulo a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro 

:: Conheça a história do ícone

A12
A12
Atual altar onde fica o ícone em Roma.



Fonte: Com informações site CSSR News.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.