Notícias

Monjas Redentoristas celebram 290 anos de fundação

Escrito por Redentoristas

13 MAI 2021 - 07H30 (Atualizada em 13 MAI 2021 - 08H56)

Mosteiro da Santa Face e do Puríssimo e Doloroso Coração de Maria monjas_redentoristas_sao_fidelis3 (Mosteiro da Santa Face e do Puríssimo e Doloroso Coração de Maria)

Em 13 de maio de 1731, na cidade de Scala, no reino de Nápoles, na Itália, em um domingo em que se celebrava a solenidade de Pentecostes, aconteceu a fundação da Ordem do Santíssimo Redentor, ou mais popularmente conhecida como Monjas Redentoristas.

Tendo recebido a inspiração divina, a Beata Maria Celeste Crostarosa, redigiu uma regra a partir de sua experiência interior e fundou um novo mosteiro feminino, a fim de que seus membros fossem “testemunhas claras e irradiantes do amor de Deus por nós no Cristo, para ser no mundo uma memória vida do Redentor”.

Essa ousada fundadora, contou com o apoio do bispo local, Monsenhor Falcoia e ajuda decisiva e amiga de Santo Afonso, que mais tarde fundou a Congregação do Santíssimo Redentor. Esses dois Institutos estão estreitamente ligados por suas origens, nomes e espiritualidade. São chamados a realizar um fim comum e complementar. O apostolado dos Missionários Redentoristas é sustentado pela vida contemplativa das Monjas Redentoristas, o ministério dos Redentoristas estimula as Monjas na sua vida de oração e de contemplação.

:: Beata Celeste, amiga de Santo Afonso e São Geraldo 

Toda a espiritualidade desta ordem monástica é cristocêntrica, ou seja, está enraizada na Pessoa de Jesus Cristo, e de modo muito particular na participação da humanidade de Cristo. Portanto, para as Monjas Redentoristas é necessário: 

“Ver-se em Jesus, como membro unidos à nossa cabeça, o Pai que nos ama com o amor infinito que é o mesmo amor com o qual seu Filho amado e no-lo dá a humanidade assumida; o Homem Deus dá ao Pai todos nós em si mesmo. Este dom lhe é tão grato e excelente que impetra para todos nós, almas criadas por ele, um amor infinito do próprio Deus.” (Madre Celeste, Exercício de Amor de Deus, 6 de fevereiro).

Leia MaisConheça a vida de clausura das Monjas RedentoristasFundadora das Monjas Redentoristas é beatificada na Itália A vida das Monjas RedentoristasAs Monjas Redentoristas estão presentes nos cinco continentes, e procuram fazer a memória do Redentor em todo o mundo, por meio da vida comunitária, da vida de oração, da vida de trabalho e da vida de estudo.

No Brasil, as Monjas se encontram no Mosteiro da Imaculada Conceição na cidade de Itu (SP) e no Mosteiro Santa Face e Puríssimo e Doloroso Coração de Maria em Formosa (GO). 

Celebrar 290 anos de um Instituto Religioso de vida monástica é reconhecer a ação carismática da Santíssima Trindade que confere aos seres humanos dons para testemunharem no mundo a grandiosidade de seu amor redentor.

E de modo muito particular, nos convida a reconhecer a importância da mulher na vida e na missão da Igreja, e a sermos promotores do ‘gênio feminino’, em todas as instâncias de decisões e ações, seja na sociedade ou na Igreja.

Ir. Maria Rita da Silva, MAD
Centro Redentorista de Espiritualidade – CERESP
Fonte: Revista Viva Memória – III Centenário do Nascimento
de Maria Celeste Crostarosa (1696-1996).
Número Extraordinário. 1996.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.