Redentoristas

O significado da Quaresma

Escrito por Redentoristas

17 FEV 2021 - 06H00 (Atualizada em 17 FEV 2021 - 11H50)

Shutterstock shutterstock_quaresma_redentorista (Shutterstock)

A Igreja Católica inicia todos os anos na Quarta-feira de Cinzas o Tempo da Quaresma, que vai até a Quinta-feira da Semana Santa, dia em que celebramos a última ceia de Jesus Cristo com seus apóstolos.

A palavra "Quaresma" vem do latim quadragesima, e é o período de quarenta dias que antecede a maior festa do cristianismo: a Ressurreição de Jesus Cristo, comemorada no Domingo da Páscoa.

A duração da Quaresma é baseada no símbolo do número quarenta na Bíblia. É um número de expectativa, de preparação e de prova

Na Bíblia caracteriza as intervenções sucessivas de Deus: Davi, como Saul, reinou 40 anos; o dilúvio durou 40 dias; Moisés serviu Deus no Monte Sinai durante 40 dias e durante 40 anos Moisés conduziu o povo de Israel na peregrinação pelo deserto até chegarem à Canaã; Jesus passou 40 dias no deserto e depois apareceu ressuscitado durante 40 dias, etc.

O número quarenta na Bíblia simboliza o universo material, seguido de zeros significa o tempo de nossa vida na terra, seguido de provações e dificuldades.

Cerca de duzentos anos depois da morte de Cristo, os cristãos começaram a preparar a Festa da Páscoa com três dias de oração, meditação e jejum. Por volta do ano 350 d.C., a Igreja Católica aumentou o tempo de preparação para quarenta dias. Assim surgiu a Quaresma.

Embora seja um tempo penitencial, não é um tempo triste ou depressivo. Trata-se de um tempo especial de purificação e de renovação da vida cristã para poder participar com maior plenitude do mistério Pascal do Senhor.

Leia Mais5 formas de discernir a vocação na QuaresmaPor que fazer jejum é importante?Dentro de nossas casas, sigamos Jesus no monte das OliveirasGestos cristãos para viver em cada dia da QuaresmaAs promessas da QuaresmaA liturgia da Quaresma insiste: o pecado não é irreparável. Para os que creem, existe volta, conversão, perdão e salvação. Ele é a luz que penetra nossas trevas. Jesus não veio para condenar, mas para salvar. “Eu vim para que os homens tenham a vida e a tenham em abundância” (Jo 10, 10).

A cor da liturgia do tempo da Quaresma é o roxo, que significa luto e penitência. Na Quaresma, não se colocam flores no altar e o som dos instrumentos é permitido só para sustentar o canto, no respeito da índole penitencial deste tempo. De igual modo, omite-se “Aleluia” em todas as celebrações, desde o início da Quaresma até a Vigília Pascal. O costume de cobrir as cruzes e as imagens na Igreja, desde o quinto domingo da Quaresma, é ainda observada em certos lugares.

Quanto ao jejum, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil nos orienta neste assunto. É oportuno lembrar também que o jejum é obrigatório para os católicos entre 18 e 65 anos de idade na Quarta-feira de Cinzas e na Sexta-feira da semana Santa. Obviamente, as pessoas que estão em pleno vigor com sua saúde.

Ao longo do período da Quaresma há o costume de dar esmolas aos pobres e mais necessitados. Para o cristão, então, é importante viver o espírito da Quaresma, que consiste numa mudança de vida, com mais oração, caridade, penitência e jejum.


Fonte: Pe. Brendan Coleman Mc Donald, C.Ss.R.

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Redentoristas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.