Notícias

A importância do leigo na Igreja

A segurança do leigo é estar em comunhão, obedecer às diretrizes do Papa a quem Cristo confiou a Sua Igreja

Escrito por Secretariado Vocacional Redentorista

19 NOV 2022 - 14H40 (Atualizada em 19 NOV 2022 - 15H04)

Opus Dei

O Concílio Vaticano II resgatou, de maneira iluminada, o papel do leigo na Igreja. Por isso, hoje, graças a Deus, homens e mulheres leigos, jovens, e até crianças, fazem um trabalho maravilhoso de evangelização. Em nosso Continente, onde há falta de sacerdotes, o leigo pode e deve dar a sua grande contribuição à Igreja na missão de evangelizar. O nosso Catecismo da Igreja Católica (CIC) diz que todo leigo, em virtude dos dons que lhe foram conferidos, é, ao mesmo tempo, testemunha e instrumento vivo da própria missão da Igreja pela medida do dom de Cristo (Ef 4,7) [CIC§913].

Cada leigo deve repetir com São Paulo: “Ai de mim se eu não evangelizar” (1Cor 9,16). Certa vez Papa João Paulo II disse: “O fiel leigo, na sua própria vida cristã e em sua atuação na Igreja, não é um mero auxiliar do bispo ou do padre. O batismo lhe dá direito e, portanto, também o dever de realizar em sua existência a ação sacerdotal de Cristo.”

Daí a justa autonomia do fiel leigo naquilo que lhe é próprio: em qualquer estado ou condição de vida, cada pessoa na sociedade, independentemente da sua raça e cultura, tem o lugar que lhe é devido e é chamada a exercer a missão que Deus confiou à Igreja, para esta realizar no mundo.

Leia MaisLeigos e leigas são a esperança da IgrejaCristãos leigos e leigas na igreja e na sociedadeConheça as vocações dos jovens leigosPapa Francisco e sua mensagem vocacional aos leigosA área específica do leigo é o apostolado no mundo secular, inserido nas realidades temporais, na escola, na indústria, na economia, política, artes, música etc. Participando como cristão, das atividades do seu estado de vida e trabalho social. O mundo é o campo de trabalho do leigo. Assim, o leigo faz e complementa a ação do sacerdote; ele não ministra os sacramentos, não o substitui, mas prepara os irmãos para isso. Mas, para que o leigo cumpra bem a sua missão, ele precisa conhecer bem a Igreja que Jesus instituiu e nos deixou com a sua doutrina. Muitas vezes, há erros e desvios graves porque alguns leigos querem prescindir da Igreja hierárquica como se essa não fosse da vontade de Jesus. O entusiasmo pelo novo pode ser danoso se a hierarquia e o Magistério da Igreja não forem respeitados.

arquivo pessoal
arquivo pessoal
Leigos na igreja


A estrutura hierárquica da Igreja foi estabelecida por Cristo, como seu fundamento e não se confunde com outras formas de governo: monarquia, oligarquia, democracia etc. A Igreja está muito além desses paradigmas sociais, porque ela não nasceu do povo, mas de Deus, de Jesus Cristo, ela veio do céu e não da terra. Somente vindo do céu ela pode salvar a terra. Uma igreja que nascesse da terra não teria esse poder. A autoridade da verdadeira Igreja não é fundada na vontade popular, mas na vontade de Deus.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Secretariado Vocacional Redentorista, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.