Por Academia Marial Em Artigos Atualizada em 22 MAI 2020 - 09H56

Maria, Mãe e Virgem nos inspira ao cuidado com a Criação



Na semana em que comemoramos o quinto aniversário da Carta Encíclica do Papa Francisco Laudato Si, é importante lembrar do apelo urgente de proteger a nossa casa comum, e com a preocupação de unir toda a família humana na busca de um desenvolvimento sustentável e integral. O Papa propõe um debate que una a todos, porque o desafio ambiental que vivemos e as suas raízes humanas dizem respeito e tem impacto sobre todos nós, o cuidado com a casa comum, com todo o planeta, a criação de Deus (LS, n. 14)

O que a Virgem e Mãe Maria, movida pelo Espírito que acolheu o Verbo da Vida tem a nos dizer sobre esse cuidado com a Casa Comum, a mãe terra?

A Laudato Si nos ensina que o cuidado com a casa comum nos põe em sintonia com uma verdade escandalosa e que nos provoca a tomar uma atitude: a abordagem ecológica nos leva a uma abordagem social. Isto significa afirmar que quando nos deparamos com questões ecológicas escutamos o clamor da terra como clamor dos pobres da terra. Esses são os que mais sofrem (LS, n. 49). Maria no canto do Magnificat elevou um clamor ao Pai, que ainda hoje pode ser dirigido para que todas as pessoas despertem para o compromisso com a criação de Deus, com a vida e a dignidade do ser humano e de toda a criação. É importante destacar que esse compromisso e missão é de todos.

Maria e José eram pobres. Eles esperam como o povo da promessa, o tempo de Deus para libertar o povo de tanta opressão e sofrimento. Muitas pessoas daquele tempo esperavam o Messias com um rei, com riqueza e poder, mas Jesus nasce pobre, no meio dos pobres.Leia MaisMaria, Mãe e Virgem nos inspira ao cuidado com a CriaçãoMaria e o cuidado com o planeta Maria e o cuidado da nossa Casa Comum

Vale recordar o Sermão da Natividade de São Teódato de Ancira (séc. V): “O que é rico por nós se fez pobre, tornando visível a todos a salvação com a força da divindade. (...) Porém, quem era o que nos enriquecia? De que nos enriquecia? E como ele se fez pobre por nós? Diga-me por favor. Deus – diz – enriquece a criatura. Portanto, é Deus quem se fez pobre, fazendo a sua pobreza do que se tornava visível, ele é verdadeiramente rico em sua divindade; e por nós ele se fez pobre”.

Maria, a Mãe da evangelização é “aquela que soube transformar um curral de animais na casa de Jesus, com uns pobres paninhos e uma montanha de ternura. Ela é a serva humilde do Pai, que transborda de alegria no louvor. Como mãe, todos, ela é sinal de esperança para todos os povos que sofrem as dores do parto até que germine a justiça” (EG, n. 286).

Maria, a Mãe de Jesus, a Virgem e fecunda é terra virgem. Ela recebeu uma benção especial do Senhor, que a fez uma criatura encantadora. Deixou-se fecundar por Deus. Reservou o melhor de si, seu corpo e seu coração, para Jesus e o Reino. Nós também somos como a terra virgem, mas não esperemos ser fecundados pela nossa própria satisfação. Porém, se quisermos viver de acordo com os valores do Reino de Deus, deveremos ser capazes de amar e, em nome do amor, buscar a felicidade e o bem-estar de todos, e denunciar com coragem profética todos os que vivem e pregam os valores que não são do Reino de Deus.

Ela louva a Deus porque em Jesus se renova toda a criação, a nova humanidade se faz na alegria, na alegria e no transbordamento da Trindade que nos ensina a servir com alegria e a não faltar a alegria de servir. A natureza quer viver, mas precisa ser cuidada e não somente explorada, o mesmo para cada pessoa em sua corporeidade e espiritualidade.

Sejamos como Maria, terra fértil, onde possa brotar muitos e bons frutos do amor de Deus, para gerar a vida nova em Cristo, transbordante de amor e da caridade que não se cansa de cuidar uns dos outros.

Celia Soares de Sousa
Mestra em teologia e pós graduanda em Mariologia pela AMA e Faculdade Dehoniana.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Academia Marial, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.