Por Marília Ribeiro Em Notícias Atualizada em 07 FEV 2019 - 10H33

Palestra do Congresso Mariológico traz estudo sobre a intercessão de Maria

Neste ano, o XIII Congresso Mariológico explora o tema ‘Maria e o Espírito Santo’. Oito palestras desmembraram o assunto geral, dando ênfase na tradição cristã, na liturgia e na teologia dogmática. Entre os palestrantes um estreante, o leigo Vinícius da Silva Paiva.


Palestrante Vinícius da Silva Paiva


Vinícius é associado da Academia Marial de Aparecida (AMA), recém-formado na primeira turma de pós-graduação em Mariologia pela Faculdade Dehoniana e a AMA, graduado em Teologia pelo Centro Universitário Claretiano e ainda, fundador da Associação Missionária Servos de Maria de Caná, integrante do Movimento Evangelho de Caná da Arquidiocese de Rosário (Argentina) e atual coordenador das Novas Comunidades na Arquidiocese do Rio de Janeiro.

No Congresso, Vinícius abordará o tema ‘Maria e a intercessão no Espírito Santo’, abrindo os estudos no dia 18 de maio, último dia do Congresso. “Concluí em 2018, com a primeira turma de Mariologia e surgiu o convite para dar esta palestra. E, no Congresso passado, eu tive a oportunidade de realizar uma mesa temática sobre o tema ‘Maria e o Espírito Santo’. Para este Congresso de 2019, eu acho que a palestra é uma continuação dessa experiência que foi a mesa temática, só que agora em um leque maior, com todo o Congresso refletindo sobre este assunto”, expressou o palestrante.

Ele acredita que estudar a ação do Espírito Santo na vida de Maria é muito importante para a compreensão de que Ela é uma onipotente intercessora. “É muito comum olharmos para intercessão de Maria e, automaticamente, pensarmos na relação de Maria com o seu filho Jesus. É natural, de mãe e filho. O Congresso vai dar um passo a mais, sem abandonar a perspectiva cristológica, que nunca podemos deixar de lado. Mas vamos pensar em Maria na sua relação com Espírito Santo, respondendo questões como: por que que ela é uma onipotente intercessora e tem tanto poder”, esclareceu.

::Dicas do Irmão Afonso Murad sobre o Congresso Mariológico de Aparecida

O estudioso ressalta que o tema vai partir do ponto de vista teológico, mas com o cuidado de apresentar a ótica do leigo, alcançando o entendimento de diversos públicos. “É uma visão ampla, que vai atender a ala mais conservadora, a ala mais liberal, a ala mais espiritual, carismática... E então, vai ser muito eclesial. Eu acho que isso é um passo concreto que estamos dando, porque a Mariologia precisa chegar a todos e a todas as realidades do Brasil. Somos pesquisadores, estudantes, professores de Teologia, Mariologia, mas todos nós somos pessoas e temos a nossa devoção pessoal”.

Vinícius afirma que está feliz com essa oportunidade de participar do Congresso e espera que mais pessoas se interessem pelo tema Maria e o Espírito Santo, a partir das reflexões levantadas durante os dias de palestras. “Já tenho ciência de que, na segunda turma de Mariologia, alguns alunos manifestaram interesse por essa área do conhecimento. Essa é a minha expectativa, de que não seja apenas um Congresso, mas o início de uma nova caminhada”, disse.


2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Marília Ribeiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.