Por Academia Marial Em Artigos

São Geraldo, um santo todo de Maria

Reprodução.
Reprodução.

São Geraldo Majella nasceu em Muro Lucano, sul da Itália, em 1726. Desde a infância nutriu uma devoção mariana, marcada por um forte amor à Nossa Senhora. Na juventude entrou para a Congregação do Santíssimo Redentor e se tornou Irmão Redentorista, pela profissão religiosa se santificou e se fez mais próximo de Deus e de sua mãe Maria Santíssima.

A vida de São Geraldo foi marcada por inúmeros prodígios, sua história é comparada a dos taumaturgos, sobre ele se contou muitos fatos miraculosos. Conta-se que durante a juventude alguém o teria interrogado: “Geraldo, por que você não se casa?” e o santo teria respondido: “Me casei com Maria Santíssima!”, junto a esse ocorrido, em certa ocasião, ele teria colocado um anel no dedo de uma imagem da Virgem Maria e teria dito: “Caso-me com a Virgem”. A relação de São Geraldo com Maria foi uma relação esponsal, ao longo de toda sua vida ele se comportou como um esposo fiel, cuja vida é devotada à esposa. Maria era seu verdadeiro amor, sua advogada nas causas difíceis, a princesa do seu castelo interior. Em diversas ocasiões ele foi visto em êxtase diante de uma imagem da Virgem. São Geraldo viu em Maria um ideal de vida, um modelo de unidade com Cristo Jesus, por meio da Mãe ele atingiria o coração do Filho.Leia MaisA vida e a espiritualidade de São Geraldo MajellaComo São Geraldo Majella amava a Virgem Maria

São Geraldo morreu em 16 de outubro de 1755, dia em que a liturgia celebra sua memória. Como outubro é um mês todo especial para nós brasileiros, pois celebramos nossa padroeira nacional: Nossa Senhora da Conceição Aparecida, é interessante percebermos alguns fatos. São Geraldo nasceu apenas 9 anos após o encontro da imagem de Aparecida e faleceu no mesmo mês em que a imagem foi encontrada nas águas do rio Paraíba do Sul, 38 anos depois; outro fato, é que uma das mais antigas capelas erguida no porto de Itaguaçu, às margens do rio Paraíba, é dedicada a São Geraldo, o bom Irmão Redentorista. Geraldo e Aparecida têm muito em comum, ambos foram sinais de Deus no mundo e convite à santidade. O amor de São Geraldo Majella por Nossa Senhora foi tão grande, que só nos resta dizer: ele foi todo de Maria.

Ir. André Luiz Oliveira - CSSR
Mariólogo, membro da Academia Marial

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Academia Marial, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.