Por Redentoristas Em Palavra Redentorista Atualizada em 19 NOV 2019 - 09H44

A oração é o que nos salva

O livro "A oração" de Santo Afonso Maria de Ligório (1696-1787), publicado originalmente em 1759, e posteriormente reeditado em diversas línguas, apresenta-nos a síntese da doutrina espiritual deste santo homem.

De acordo com as palavras do próprio autor, na introdução do livro, trata-se da obra mais útil entre todas as suas obras espirituais. Esse livro é certamente fruto da própria experiência de Santo Afonso, já que era um homem profundamente dado à oração, e insistia para que seus missionários fossem homens de oração e pregassem sobre a necessidade da oração nas Santas Missões. Essa vida de intensa dedicação à oração e as diversas obras que publicou sobre o assunto realmente fazem jus ao fato de Santo Afonso ser considerado o “doutor da oração”.

Thamara Gomes.
Thamara Gomes.
A oração é o meio necessário e certo de alcançarmos todas as graças necessárias para a salvação


Para este artigo, utilizamos a edição publicada pela
Editora Santuário, que apresenta algumas adaptações em relação à obra original, no que se refere à organização do conteúdo e adaptação da linguagem. O livro está organizado em três partes: necessidade da oração; o valor da oração e as condições da oração.

A conclusão, tirada do quarto capítulo da segunda parte da obra original, apresenta uma síntese em onze pontos sobre o conteúdo tratado na obra. Há, ainda, um anexo intitulado “Regras de vida cristã”, publicado por Santo Afonso em 1757, no final de seu “Breve tratado sobre a necessidade da oração, sua eficácia e as condições com que deve se feita”. Apesar dos aspectos histórico-teológicos nos quais a obra foi composta, permanece válida e atual para todos aqueles que desejam progredir no caminho da oração.

Leia MaisAfonso de Ligório: Mestre da Oração e da MisericórdiaA Virgem Maria segundo Santo AfonsoSanto Afonso: a melhor forma de retribuir o amor é amandoA tese que perpassa o livro é a de que “a oração é o meio necessário e certo de alcançarmos todas as graças necessárias para a salvação”. Afonso toma a definição de oração de São Tomás, como recorrer simplesmente a Deus, e a partir daí disserta sobre o assunto, apresentando a novidade de sua doutrina espiritual.

Apesar de tratar das diversas modalidades de oração, Santo Afonso se detém na oração de petição, não aquela para obtermos coisas materiais, mas para alcançarmos os meios necessários para nossa salvação.

Retomando diversos textos da Sagrada Escritura e de autores que escreveram sobre o assunto, Afonso insiste na necessidade da oração para perseverarmos na graça batismal, já que por nossas próprias forças é impossível fazê-lo. O Santo Doutor afirma que Deus está sempre disposto a nos dar o que necessitamos para progredir no caminho da salvação, mas é necessário que peçamos insistentemente e com fé.

Utilizando-se de imagens bastante sugestivas, como a do mendigo que insiste até obter a esmola, ou do embaixador que tem livre acesso ao gabinete do rei, ou dos filhotes da andorinha que não cessam de chilrear até obter o alimento da mãe. Afonso traduz o ensinamento de Jesus sobre a oração no Evangelho de Mateus capítulo 7, versículo 7: “Pedi e recebereis; buscai e achareis; batei e vos será aberta”Aqui, encontramos também o seu famoso adágio: “Quem reza se salva, quem não reza se condena”, e isso se entende porque é por meio da oração que descobrimos a vontade de Deus para nossa vida, discernimos o caminho que devemos trilhar para nos santificarmos e obtermos as graças necessárias para vivermos nossa missão neste mundo.

A oração é também um dos meios pelos quais podemos acolher a salvação, dom gratuito de Deus. Assim, Santo Afonso ajuda-nos a compreender o caráter vital da oração para nossa vida cristã, sem a qual não podemos chegar a lugar algum.

Quer aprofundar a leitura? Adquira o livro no site da Editora Santuário

Padre Rodrigo Costa, C.Ss.R.
Província do Rio

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Palavra Redentorista

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.